Tamanho do texto

PSDB foi principal vencedor das eleições de 2016 nas capitais e cidades com mais de 200 mil eleitores, que concentram quase 38% da população do país

BBC

João Doria foi eleito ainda no 1º turno das eleições municipais em São Paulo
Marcelo S. Camargo/Framephoto/Estadão Conteúdo - 16.8.16
João Doria foi eleito ainda no 1º turno das eleições municipais em São Paulo


O partido, que tem hoje 18 prefeituras desse grupo de 93 cidades (melhor performance entre os partidos), elegeu seus candidatos em 14 municípios e está no segundo turno em 19 disputas - pode chegar, portanto, a 33 prefeitos em 30 de outubro.

Suas principais vitórias no primeiro turno foram em São Paulo, com João Doria, e em Teresina (PI), com a reeleição de Firmino Filho. Levou ainda outras prefeituras paulistas (Barueri, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Piracicaba, Praia Grande, Santos, São José dos Campos e Taboão da Serra) e em Minas Gerais (Governador Valadares), Pará (Ananindeua), Paraíba (Campina Grande) e Rio Grande do Sul (Pelotas).

LEIA MAIS: João Doria surpreende e é eleito prefeito de São Paulo no primeiro turno

O PT sai das urnas nas cidades grandes e médias com um dos piores desempenhos entre os partidos. A legenda conta com 14 prefeitos nesse grupo de municípios, mas reelegeu apenas Marcus Alexandre em Rio Branco (AC) e está em sete disputas de segundo turno.

A sigla perdeu as prefeituras de São Paulo e Goiânia, e de cidades importantes no Estado de São Paulo como Guarulhos, São Bernardo do Campo e São José dos Campos.

O PT terá agora uma disputa difícil no Recife, onde João Paulo enfrenta o prefeito Geraldo Julio (PSB), e em Mauá e Santo André, na Grande São Paulo, onde os atuais prefeitos foram para o segundo turno após chegarem em segundo lugar neste domingo.

LEIA MAIS: Teresina: Firmino Filho vence eleição no primeiro turno

O PMDB, do presidente Michel Temer, tem a possibilidade de melhorar sua performance no G-93 das cidades brasileiras. Tem hoje dez prefeituras, mas já elegeu candidatos no primeiro turno em sete municípios (entre eles Boa Vista, capital de Roraima) e está no segundo turno em 14 cidades.

Peemedebistas estão no segundo turno em seis capitais - Cuiabá, Florianópolis, Goiânia, Macapá, Maceió e Porto Alegre.

O PSB, que é hoje o terceiro colocado no ranking de prefeituras do G-93, com 11 cidades (atrás apenas de PSDB e PT), poderá no máximo igualar seu desempenho nesse grupo.

A sigla elegeu apenas dois candidatos no primeiro turno (Palmas e Campinas) e continua na briga em nove cidades, entre elas as capitais Aracaju, Goiânia e Recife.

Veja mais:  nulos, brancos e abstenções superam em 1º ou 2º colocado em 22 capitais

O PDT, com nove prefeituras no G-93, elegeu apenas um prefeito neste domingo (Carlos Eduardo, reeleito em Natal), e continua no páreo em oito cidades - incluindo Fortaleza e São Luís.

O PSD está em situação parecida, mas ainda pode melhorar um pouco seu desempenho no G-93 em relação à situação atual.

Leia também:  Por que a Colômbia disse 'não' ao acordo de paz com as Farc

Atualmente tem sete prefeituras no grupo das maiores cidades, venceu em duas neste domingo (João Pessoa e Limeira, SP) e está no segundo turno em sete outros municípios, entre eles Campo Grande e Curitiba.

O DEM, que tem cinco prefeituras no G-93, conquistou ou manteve três (entre elas Salvador, com a reeleição de ACM Neto) neste domingo e disputa o segundo turno em três cidades.

Reeleição
Prefeitos de 52 das 93 cidades do G-93 tentam a reeleição. Desse total, 16 foram reeleitos em primeiro turno, e 11 já perderam a disputa, entre eles os atuais governantes de São Paulo, Curitiba, Campo Grande, Aracaju e Porto Velho.

Mais:  Em polos opostos, Doria e Freixo traduzem mesmo sentimento, dizem analistas

No grupo de 93 cidades, haverá segundo turno em 55: o confronto mais comum é PMDB x PSDB, em quatro cidades, incluindo as capitais Cuiabá, Maceió e Porto Alegre.

O PSOL, que não tem prefeituras no G-93 hoje, está no segundo turno em três municípios: Belém, Rio de Janeiro e Sorocaba (SP). A Rede, que disputa sua primeira eleição, continua no jogo em Macapá (AP) e Ponta Grossa (PR).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.