Tamanho do texto

Candidatos do PSDB e do PMB terminaram disputa com o mesmo número de votos: 5.811; caso no município de Cariús (CE) foi o único em todo o País

Candidato Iran (esq.) foi eleito por ser mais velho que seu adversário, Nizo: 46 anos contra 41 anos
Fotomontagem/iG
Candidato Iran (esq.) foi eleito por ser mais velho que seu adversário, Nizo: 46 anos contra 41 anos

O que acontece se dois candidatos terminarem empatados em número de votos?  A resposta para essa pergunta se tornou conhecida neste domingo (2) para os moradores do município de Cariús, cidade 418 quilômetros distante de Fortaleza, capital do Ceará.

A disputa para a prefeitura do município de 18 mil habitantes foi tão acirrada que a apuração das urnas apontou o único empate entre dois candidatos em todo o País. Os prefeituráveis José Fernandes Ferreira, conhecido como Iran (PSDB), e seu principal adversário, Antonio Valdenizo da Costa, conhecido como Nizo (PMB), receberam os mesmos 5.811 votos na eleição.

LEIA TAMBÉM:  Nulos, brancos e abstenções 'vencem' eleições em 22 capitais

Como a legislação eleitoral só prevê a realização da disputa em segundo turno nas cidades em que há mais de 200 mil eleitores, o novo prefeito de Cariús foi decidido no critério de desempate. Conforme o artigo 110 do Código Eleitoral, "em caso de empate, haver-se-á por eleito o candidato mais idoso".

O motorista Nizo tem 41 anos de idade, enquanto o comerciante Iran já chegou na casa dos 46 anos. Desse modo, o candidato do PSDB acabou eleito prefeito de Cariús pelos próximos quatro anos. 

A decisão poderia ter sido diferente caso qualquer um dos 586 eleitores que votaram nulo, ou um dos 160 que votaram em branco, tivesse mudado de ideia de última hora. Os rumos da cidade, claro, também poderiam ter sido outros se os 398 eleitores que votaram nos demais candidatos, Ana Maria (PCdoB) e Luiz do Caximbo (PSOL), tivesse optado entre Nizo e Iran.   Sorte do segundo, que precisou aguardar até a contagem do último voto para comemorar a vitória. Ou melhor, o empate.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.