Tamanho do texto

Deputado federal concorre à Prefeitura de São Paulo pelo PRB; líder nas pesquisas eleitorais, Russomanno fala sobre Uber, Educação e Habitação

O candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PRB, deputado Celso Russomanno, concedeu entrevista à TViG na manhã desta quarta-feira (21). Líder nas pesquisas de intenção de voto , Russomanno falou sobre suas propostas para as áreas da Educação, do Transporte e da Habitação, entre outros. Assista nos players abaixo.

Candidato Celso Russomanno explicou suas propostas em entrevista à TViG na manhã desta quarta-feira (21)
Reprodução/TViG
Candidato Celso Russomanno explicou suas propostas em entrevista à TViG na manhã desta quarta-feira (21)


"Experiência"

No último pleito para a Prefeitura de São Paulo, em 2012, Celso Russomanno também liderava as pesquisas de intenção de voto, mas acabou fora até mesmo do segundo turno (disputado entre José Serra e Fernando Haddad). Questionado sobre o que ele ou seus concorrentes fizeram nesse período de quatro anos que o deixava confiante em não repetir a queda de 2012, o candidato do PRB apontou sua "experiência". 

"O eleitor entendeu que política não é coisa para iniciante. E isso fica claro quando a gente olha para o Haddad, que só tinha sido ministro da Educação, e também a Dilma. É uma coisa que vai florescendo e hoje eu tenho muito mais experiência", afirmou o deputado.

Russomanno também ressaltou seu maior tempo na TV e no rádio e considerou sua campanha mais "consolidada" em relação à de 2012. 

Educação



Ao responder a uma pergunta sobre o ensino fundamental em escolas municipais, o candidato disse que pretende convocar professores que já se aposentaram para reforçar o ensino, além de criticar a política de progressão continuada nas escolas.

"Os professores estão impedidos de repetir o aluno por falta de vagas nas escolas. Porque não vai ter vaga para o aluno que chega se houver repetência", disse o candidato.  "Vamos trazer os professores aposentados que quiserem voltar ao trabalho, pagando o adicional, e trazer os que estão no último ano da licenciatura para fazer estágio", afirmou o candidato, que propôs ainda reduzir o número de estudantes por sala de aula.

Radares e Transporte



Uma das bandeiras da campanha do prefeito Fernando Haddad (PT) à reeleição, a redução dos índices de acidentes associados à diminuição da velocidade máxima permitida nas marginais Pinheiros e Tietê foi contestada por Russomanno. De acordo com o deputado federal, a quantidade de acidentes nessas vias "continuou igual".

"Não precisa diminuir a velocidade, basta tirar aqueles que estão vendendo nas marginais – essas pessoas que são atropeladas. A Prefeitura não pode permitir", disse, propondo também em restringir o acesso de motocicletas em pistas de alta velocidade. "Nas pistas de grande velocidade os veículos de baixa cilindrada devem ser impedidos de rodar. Você tira as motocicletas da pista central [das marginais] e resolve o problema de acidentes."

Habitação

Durante a entrevista, Russomanno propôs ainda a descentralização da cidade (bandeira já hasteada durante o atual mandato de Haddad) como uma forma de reduzir os congestionamentos na cidade. Para isso, o candidato quer reduzir o valor do ISS (Imposto Sobre Serviço) cobrado pela Prefeitura para empresas que quiserem se estabelecer fora da região central de São Paulo. "A Prefeitura deve ainda fomentar a construção de shopping center nas periferias. Isso gera renda e cria empregos", afirmou.

Veja outros temas da entrevista de Celso Russomanno:

Promessas


Moradores de rua

Considerações finais do candidato


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.