Moroni vota em Fortaleza: “Enfrentamos máquinas ricas e poderosas”

Líder nas pesquisas no início da campanha, mas em franca queda há um mês, candidato do DEM pôs em cheque confiabilidade dos números

Daniel Aderaldo - iG Ceará | - Atualizada às

O candidato do DEM a prefeito de Fortaleza, Moroni Torgan, disse neste domingo que espera ir para o segundo turno e admitiu ser difícil disputar com candidatos apoiados pelo governador Cid Gomes (PSB) e Luizianne Lins (PT).

Elmano de Freitas espera Lula em Fortaleza no segundo turno

Roberto Cláudio vota em Fortaleza e evita falar em apoio para segundo turno

Acompanhe a cobertura completa das eleições 2012

“Enfrentamos máquinas ricas e poderosas. E só com a máquina do coração. Não é fácil, não. Mas acredito na máquina do coração”, afirmou o democrata, que votou no em um colégio público localizado no Serviluz, uma das comunidades mais carentes da cidade localizada na zona portuária da cidade.

Daniel Aderaldo/iG
Moroni Torgan: candidato do DEM vota em Fortaleza

Questionado sobre as pesquisas que o mostram fora do segundo turno, o democrata pôs em cheque a confiabilidade dos números: “Eu vou esperar o que interessa: a apuração final”. Ele disse ainda que aceita “apoio de quem vier”. Líder nas pesquisas no início da campanha, mas em franca queda há um mês, o candidato aparece atrás de Elmano Freitas (PT) e Roberto Cláudio (PSB). Ele disputa a prefeitura de Fortaleza pela quarta vez consecutiva

Moroni chegou ao local da votação acompanhado do vice Lineu Jucá (DEM) e da esposa.

Ele foi recebido na entrada do colégio com aplausos de eleitores que o aguardavam e seguido por dezenas de pessoas até o local do voto.

O candidato passou parte da manhã em um culto da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, da qual é membro.

Ele também fez uma ronda por várias seções eleitorais em busca de irregularidades.

Tire suas dúvidas de última hora sobre a votação deste domingo


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG