Coordenações das duas principais campanhas em Belo Horizonte trocam provocações

Nas últimas semanas, as duas candidaturas já estavam travando disputas nos bastidores e na Justiça Eleitoral

Daniel Leite Andrade - iG Belo Horizonte |

A briga nos bastidores das duas principais campanhas para a prefeitura de Belo Horizonte teve mais um capítulo neste domingo.

A coligação “BH Segue em Frente”, do atual prefeito e candidato à reeleição Marcio Lacerda, emitiu nota à imprensa em que "repudia" e "denuncia" o que seria um desrespeito à legislação eleitoral. A campanha do socialista cita a manutenção do site www.votepatrus13.com.br, que está no ar na internet, para argumentar que a candidatura de Patrus Ananias, do PT, estaria descumprindo as normas.

Veja o especial do IG sobre as eleições 2012

Candidatos votam na eleição deste domingo em todo o País

Tire as suas dúvidas de última hora sobre as eleições deste domingo

Segundo o comunicado à imprensa, a lei 9.504/1997 veda a "divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos". Também diz a nota que “a assessoria jurídica da coligação "BH Segue em Frente" está tomando as medidas cabíveis junto à Justiça Eleitoral”.

A resposta da coligação “Frente BH Popular”, que apoia o petista, foi imediata. Também em comunicado aos veículos de comunicação, a campanha diz que o atual prefeito demonstra “desespero” com a possibilidade de segundo turno na capital mineira e, por esse motivo, teria denunciado, equivocadamente, a manutenção do site de Patrus.

Segundo a campanha do ex-ministro, uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral permite a propaganda eleitoral online no dia da eleição. Um dos artigos veda, de acordo com o comunicado, “desde 48 horas antes até 24 horas depois da eleição, a veiculação de qualquer propaganda política no rádio ou na televisão – incluídos, entre outros, as rádios comunitárias e os canais de televisão que operam em UHF, VHF e por assinatura – e, ainda, a realização de comícios ou reuniões públicas, ressalvada a propaganda na internet”.

A coordenação da campanha do petista acredita que “a iniciativa de elaborar e distribuir a nota reflete o desespero que tomou conta da campanha adversária depois da divulgação de pesquisas que apontam para um segundo turno nas eleições em Belo Horizonte”.

Nas últimas semanas, as duas candidaturas já estavam travando disputas nos bastidores e na Justiça Eleitoral. Na maior parte dos casos, a campanha de Patrus Ananias obteve um número maior de decisões favoráveis .

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG