Geraldo Julio (PSB) fez o 'V' da vitória quando chegou ao local de votação, na zona norte da capital. Aplaudido por militantes, Humberto Costa (PT) disse enfrentar 'campanha milionária'

Geraldo Julio (PSB) votou ao lado da família
Andrea Rêgo Barros / PSB
Geraldo Julio (PSB) votou ao lado da família

O candidato do PSB à Prefeitura do Recife, Geraldo Julio , votou nesta manhã de domingo, por volta das 9h20, no colégio Sagrada Família, na zona norte do Recife. Ele chegou ao espaço eleitoral, acompanhado pela família, realizando o sinal "V" da vitória.

Mais:  Eduardo Campos acredita em vitória do PSB no 1º turno no Recife

O governador do Estado, Eduardo Campos, o escritor Ariano Suassuna, e Luciano Siqueira (PCdoB), candidato a vice, estavam ao lado de Julio. "Estamos confiantes", disse o candidato ao deixar o local de votação.

Humberto Costa (PT) votou no bairro do Derby
Leia Já
Humberto Costa (PT) votou no bairro do Derby

Apesar da expectativa positiva, com base em pesquisa interna do partido, o segundo turno não está descartado. No entando, de acordo com o governador Eduardo Campos, a pesquisa indica vitória de Geraldo Julio com 53,5% dos votos. "Preferimos ganhar no primeiro turno. Isso seria melhor para a cidade também. Recife tem muitos desafios que precisamos enfrentar".

Muito aplaudido por militantes, o canditado Humberto Costa (PT) chegou ao local de votação, por volta das 10h, no bairro do Derby, também acompanhado pelos filhos e neta. O candidato a vice, o deputado federal João Paulo (PT) estava no local.

Acusações

Questionado sobre a expectativa de um embate polarizado com Julio, Costa foi categórico: "Com certeza estaremos no segundo turno, esse é o sentimento que vemos nas ruas". O petista também fez acusações contra seu opositor. "Nós enfrentamos a campanha mais milionária de todos os tempos inclusive com propaganda casada com o governo do Estado".

Veja fotos de candidatos votando neste domingo no País

Eleição no Recife:

Candidatos tomam café da manhã com partidários no Recife
'Primeira eleitora' do Recife diz votar por obrigação

De acordo com o petista, o PSB está "fazendo boca de urna disfarçada", e cobrou ação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). "Não podemos aceitar o abuso de poder público que está ocorrendo aqui no Estado". Supersticioso, o vice João Paulo votará apenas às 13h - em referência ao número do seu partido.

O candidato, que foi ministro da Saúde do primeiro governo Luiz Inácio Lula da Silva, não admite a possibilidade de derrota, prevista pelas pesquisas de intenções de voto. "Haverá segundo turno e vamos participar dele", assegurou. Nem Geraldo Júlio nem Eduardo Campos quiseram comentar a declaração do petista.

*com informações da AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.