Ao lado de familiares, Geraldo Julio e Humberto Costa votam no Recife

Geraldo Julio (PSB) fez o 'V' da vitória quando chegou ao local de votação, na zona norte da capital. Aplaudido por militantes, Humberto Costa (PT) disse enfrentar 'campanha milionária'

Gabriela Bezerra - de Recife, especial para o iG | - Atualizada às

Andrea Rêgo Barros / PSB
Geraldo Julio (PSB) votou ao lado da família

O candidato do PSB à Prefeitura do Recife, Geraldo Julio , votou nesta manhã de domingo, por volta das 9h20, no colégio Sagrada Família, na zona norte do Recife. Ele chegou ao espaço eleitoral, acompanhado pela família, realizando o sinal "V" da vitória.

Mais:  Eduardo Campos acredita em vitória do PSB no 1º turno no Recife

O governador do Estado, Eduardo Campos, o escritor Ariano Suassuna, e Luciano Siqueira (PCdoB), candidato a vice, estavam ao lado de Julio. "Estamos confiantes", disse o candidato ao deixar o local de votação.

Leia Já
Humberto Costa (PT) votou no bairro do Derby

Apesar da expectativa positiva, com base em pesquisa interna do partido, o segundo turno não está descartado. No entando, de acordo com o governador Eduardo Campos, a pesquisa indica vitória de Geraldo Julio com 53,5% dos votos. "Preferimos ganhar no primeiro turno. Isso seria melhor para a cidade também. Recife tem muitos desafios que precisamos enfrentar".

Muito aplaudido por militantes, o canditado Humberto Costa (PT) chegou ao local de votação, por volta das 10h, no bairro do Derby, também acompanhado pelos filhos e neta. O candidato a vice, o deputado federal João Paulo (PT) estava no local.

Acusações

Questionado sobre a expectativa de um embate polarizado com Julio, Costa foi categórico: "Com certeza estaremos no segundo turno, esse é o sentimento que vemos nas ruas". O petista também fez acusações contra seu opositor. "Nós enfrentamos a campanha mais milionária de todos os tempos inclusive com propaganda casada com o governo do Estado".

Veja fotos de candidatos votando neste domingo no País

Eleição no Recife:

Candidatos tomam café da manhã com partidários no Recife
'Primeira eleitora' do Recife diz votar por obrigação

De acordo com o petista, o PSB está "fazendo boca de urna disfarçada", e cobrou ação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). "Não podemos aceitar o abuso de poder público que está ocorrendo aqui no Estado". Supersticioso, o vice João Paulo votará apenas às 13h - em referência ao número do seu partido.

O candidato, que foi ministro da Saúde do primeiro governo Luiz Inácio Lula da Silva, não admite a possibilidade de derrota, prevista pelas pesquisas de intenções de voto. "Haverá segundo turno e vamos participar dele", assegurou. Nem Geraldo Júlio nem Eduardo Campos quiseram comentar a declaração do petista.

*com informações da AE

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG