Vítima é um dos coordenadores da campanha da candidata Gláucia Brandão (PSDB), que disputa a prefeitura de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte

Agência Estado

Um dos coordenadores da campanha da candidata Gláucia Brandão (PSDB), que disputa a prefeitura de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi morto com um tiro na cabeça na madrugada de sábado, pouco após uma panfletagem realizada no município.

Veja também: Especial do iG sobre as eleições 2012

A direção do PSDB mineiro chegou a afirmar que Paulo Joaquim de Souza, de 35 anos, foi vítima de um crime político, mas a Polícia Militar não confirmou a informação e disse que o caso ainda precisa ser investigado.

Além de Souza, Douglas Pereira Dutra Lima, de 20, foi atingido no braço, mas não corre risco de morte. Eles estavam em um carro que foi alvejado por ocupantes de outro veículo, não identificado.

Por meio de nota, o presidente do PSDB mineiro, deputado federal Marcus Pestana, afirmou que a legenda vai pedir "uma rigorosa e rápida apuração do caso". "É inadmissível que isto ainda ocorra no país. Não podemos permitir que a política seja associada ao crime organizado", diz o texto.

Segundo o capitão Emerson Melgaço, comandante da 204ª Companhia do 40º Batalhão da PM, ainda "não há evidência" de que o caso tenha ligação com a campanha política e a Polícia Civil já iniciou as investigações. Para evitar novos problemas, porém, o juiz Wenderson de Souza Lima proibiu atos eleitorais na cidade desde a tarde de sábado, já que, além de militantes do PSDB, integrantes da campanha da candidata Daniela Corrêa (PT), que lidera a disputa, também planejavam realizar manifestação no município.

Contagem

Em Contagem, também na região metropolitana da capital, a coordenação da campanha do candidato Durval Ângelo (PT) solicitou à Comissão de Segurança das Eleições do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) reforço do policiamento na cidade depois que seu motorista, Wytamar Oliveira Elias, de 55 anos, ter sido espancado no início da tarde deste sábado.

Segundo o boletim de ocorrência registrado pela campanha petista, o motorista foi agredido no Centro do município com vários golpes de porretes por dois homens que dirigiam um trio elétrico ligado à campanha do candidato Carlim Moura (PCdoB).

Wytamar teve que ser internado, mas não corre mais riscos. A reportagem tentou falar com Moura, mas seu celular estava desligado na tarde de sábado. Pelas pesquisas de intenção de votos, tanto o petista quanto o comunista têm chance de chegar ao segundo turno, assim como o tucano Ademir Lucas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.