135,8 milhões de eleitores brasileiros vão às urnas neste domingo

Regras para segundo turno das eleições são praticamente as mesmas; tire suas dúvidas para a hora do voto

iG São Paulo |

Pouca coisa muda no segundo turno para os 135,8 milhões de eleitores brasileiros que decidem hoje quem será o sucessor do presidente Luiz Inácio Lula da Silva: a petista Dilma Rousseff (PT) ou o tucano José Serra (PSDB). Além do novo presidente do País, há eleição para governador em mais oito Estados e no Distrito Federal.

As regras para a votação são as mesmas em relação ao primeiro turno. Quem estiver devidamente registrado na Justiça Eleitoral deverá se dirigir à sua zona eleitoral munido de documento oficial com foto – carteira nacional de habilitação, passaporte, carteira de reservista ou carteira de identidade – dentro do prazo de validade.

Mesmo quem não votou no primeiro turno também é obrigado a votor no segundo. Os eleitores que não votarem devem justificar a ausência neste domingo, em qualquer posto de votação, ou em até 60 dias na sua própria zona eleitoral - portando requerimento preenchido e título de eleitor, ou documento oficial de identificação com foto.

AP
Brasileira vota em Brasília, com ajuda de cola eleitoral

Aqueles que se cadastraram para o voto em trânsito também no segundo turno só poderão votar fora de sua zona eleitoral. Caso esteja de volta ao seu local de votação, mesmo com o cadastro para o voto em trânsito, precisará justificar.

Os eleitores que querem fugir das filas devem evitar o horário entre 10h e 13h. Isso é o que mostra levantamento feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o fluxo de votação nas capitais do País durante o primeiro turno. No segundo turno, o horário matutino deve ficar ainda mais movimentado porque muitos eleitores viajarão para aproveitar o feriado de Finados.

Além das eleições presidenciais, em oito estados e no Distrito Federal, 19,4 milhões de eleitores vão escolher, ainda, os seus respectivos governadores. São eles: Alagoas, Amapá, Goiás, Pará, Paraíba, Piauí, Rondônia, Roraima.

Eleitorado brasileiro

O número total de votantes no País avançou 7,8% em relação a 2006, quando 125 milhões de eleitores estavam em dia com a Justiça Eleitoral. As mulheres continuam representando a maior fatia dos eleitores (51,8%), que novamente se concentram na faixa dos 25 aos 34 anos.

Já o total de adolescentes votando pela primeira vez diminuiu. Eleitores entre 16 e 17 anos somavam 2,5 milhões nas eleições anteriores. Hoje, devem exercer o direito ao voto 2,3 milhões de adolescentes - o voto não é obrigatório até os 18 anos.

Os Estados mais estratégicos para os candidatos, como em outras eleições, são: São Paulo, com 23,3% do eleitorado brasileiro; Minas Gerais, que reúne 10% dos votantes; Rio de Janeiro (8,5%) e Bahia (7%).

    Leia tudo sobre: Eleições 2010votaçãosegundo turno

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG