Eleição à presidência da Assembleia de GO divide PSDB

Tucanos buscam apoio do PMDB para eleger outro candidato, atropelando as pretensões do atual presidente, do mesmo partido

Rodrigo Viana, iG Goiânia |

O plano de reeleição de Helder Valin (PSDB) à presidência da Assembleia Legislativa pode estar ameaçado por outros tucanos.

Com a força do partido já consolidada para o cargo principal do Legislativo, membros do PSDB começam conversas com outras bancadas, principalmente do PMDB, para garantir a vitória.

Apesar de ter o mesmo número de deputados que PSDB, o PMDB não tem nomes de peso para enfrentar o poder do governador eleito Marconi Perillo (PSDB).

Com isto, resta ao PMDB barganhar os votos com os postulantes, já que a intenção do partido é votar em bloco.

Na corrida dentro do PSDB estão, além de Helder Valin, Jardel Sebba (que foi presidente entre 2007 e 2008) e Fabio Sousa, que pode usar a influência no Legislativo para se tornar o candidato tucano à Prefeitura.

Mas o tucano escolhido depende não só do apoio dos deputados, mas também da bênção do governador eleito, que volta a Goiás no dia 24 de novembro.

O nome definido pelo governador pode decidir o consenso no Legislativo, já que ele contará com apoio da maioria.

    Leia tudo sobre: Política GOPolítica PSDB

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG