Vestibular Unicamp bate novo recorde e terá 61,5 mil candidatos

Estudantes vão disputar 3.444 vagas distribuídas em 68 cursos. Medicina é o mais concorrido com 114,4 candidatos por vaga

iG São Paulo |

O vestibular Unicamp 2012 recebeu 61.500 inscrições e bateu pela terceira vez consecutiva o recorde de candidatos inscritos. Em 2011, o processo seletivo teve 57.209 inscritos e em 2010, 55.484 inscrições. Os estudantes vão disputar 3.444 vagas distribuídas em 66 cursos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e dois cursos da Faculdade de Medicina e Enfermagem de São José do Rio Preto (Famerp).

Leia também : Veja o calendário dos principais vestibulares de São Paulo

A relação candidatos por vaga média subiu de 16,6 na última edição para 17,9 neste ano. Medicina continua sendo o curso mais concorrido, com 12.584 inscritos e concorrência de 114,4 candidatos por vaga. Em seguida, vêm as carreiras de Arquitetura e Urbanismo (82,03 c/v), Medicina na Famerp (68,56 c/v), Engenharia Civil (47,39 c/v), Comunicação Social e Midialogia (42,47), Engenharia Química – Integral (41,48 c/v), Ciências Biológicas – Integral (35,16 c/v), Engenharia de Produção (33,68 c/v), Geologia (30,9 c/v) e Farmácia (23,95 c/v).

A carreira que teve o maior aumento na procura foi Engenharia Manufaturada. As 60 vagas que em 2010 foram disputadas por 250 pessoas, desta vez receberam 506 concorrentes, um aumento de 102% na procura. Na contramão, Tecnologia em Sistemas de Telecomunicação, que tinha 299 candidatos no ano passado, teve apenas 67 inscritos em 2011 para 50 vagas - 1,3 a cada vaga. 

Veja a tabela completa da relação candidato por vaga

Também houve um aumento de 12,7% na participação de candidatos que fizeram o ensino médio em escolas públicas, em comparação com 2011. Este ano, estão inscritos 16.849 candidatos da rede pública, 27,4% do total de inscritos no vestibular.

O vestibular Unicamp concede 30 pontos adicionais à nota final dos candidatos que estudaram todo o ensino médio em escolas da rede pública e outros 10 pontos a mais para aqueles que além de terem feito o ensino médio em escolas públicas, se autodeclararem pretos, pardos ou indígenas.

Provas

Os locais de prova da primeira fase serão divulgados no dia 4 de novembro no site da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) . As provas serão aplicadas em 16 cidades do Estado de São Paulo (Bauru, Campinas, Jundiaí, Limeira, Mogi Guaçu, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Carlos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba, Sumaré e na capital paulista) e em mais seis capitais brasileiras: Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA).

A primeira fase será realizada no dia 13 de novembro. No dia 20 de dezembro a Comvest divulgará a lista dos que passaram para a segunda fase e os locais de prova. A segunda fase será realizada nos dias 15, 16 e 17 de janeiro de 2012. As provas de habilidades específicas, para os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais, Dança e Música vão ser realizadas em Campinas entre os dias 23 e 26 de janeiro de 2012. A primeira chamada será divulgada dia 6 de fevereiro e a matrícula dos convocados em primeira chamada deverá ser feita no dia 9 de fevereiro.

O Vestibular Unicamp 2012 mantém o mesmo formato de provas lançado no ano passado: na primeira fase, a prova tem duas partes, a Redação, em que o candidato será solicitado a produzir três textos de gêneros diversos, todos de execução obrigatória, e a parte de Conhecimentos Gerais, com 48 questões de múltipla escolha, baseadas nos conteúdos das diversas áreas do conhecimento desenvolvidas no ensino médio. Na segunda fase, realizada em três dias consecutivos, todas as provas são de natureza discursiva, sendo: 1º dia – prova de Língua Portuguesa e de Literaturas da Língua Portuguesa e prova de Matemática; 2º dia – Prova de Ciências Humanas e Artes e prova de Língua Inglesa; 3º dia – prova de Ciências da Natureza.

    Leia tudo sobre: Unicampvestibular 2012ensino superioruniversidade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG