Participação política é tema da redação da Fuvest

Candidatos consideram 'tranquila' primeira prova da segunda fase do vestibular, que também teve questões de Língua Portuguesa

Cinthia Rodrigues e Luísa Pécora, iG São Paulo |

Política foi o tema da redação da segunda fase da Fuvest, realizada neste domingo. Os candidatos a uma vaga na Universidade de São Paulo (USP) tiveram de discutir a necessidade ou não de participar da vida política no Brasil. O tema exato era: "Participação política: indispensável ou superada?"

A questão era acompanhada de cinco textos, incluindo um poema que exaltava a condição política natural do homem, uma tirinha de jornal do cartunista Adão criticando a apatia política, um texto adaptado de Aristóteles e um do filósofo brasileiro Mario Sergio Cortella. Os textos falavam tanto do esvaziamento das instituições políticas tradicionais quanto da necessidade de participar da política do País.

A prova: Veja a redação e as questões de Lingua Portuguesa da Fuvest
Comparecimento: Primeiro dia da segunda fase da Fuvest tem 8,15% de abstenção
Susto: Candidato desmaia durante prova da segunda fase da Fuvest

Esforço final: Candidatos na 2ª fase da Fuvest estudam até o último minuto

Amana Salles/Fotoarena
Concentrada, estudante faz a primeira prova da segunda fase da Fuvest

Além da redação, os candidatos também fizeram a prova de Língua Portuguesa. As questões de Literatura abordaram os livros “Vidas Secas”, de Graciliano Ramos, “A Cidade e as Serras”, de Eça de Queiroz, “Capitães de Areia”, de Jorge Amado e “Memórias de um Sargento de Milícias”, de Manuel Antônio de Almeida.

Grande parte dos candidatos entrevistados pelo iG considerou a prova "tranquila". "Muitas questões eram de interpretação de texto e estavam bem fáceis", opinou Lucas Ferradans, 24 anos, que tenta uma vaga em Educação Física . “As de Literatura eram mais complexas, mas nada fora do normal".

Paula Rotemberg, 18 anos, se mostrou surpresa com a pouca dificuldade que sentiu ao fazer a prova. "Achei as questões bem simples. Poucas cobravam conteúdo de gramática e o tema da redação era legal. Dava para optar por vários caminhos, escrever tanto sobre a sociedade antiga quanto sobre a atual", afirmou a estudante, que presta vestibular para Direito .

A candidata Manoela Carneiro, 17 anos, também fez a prova com tranquilidade, respondendo todas as questões. "Mesmo as de Literatura estavam fáceis. Dava pra fazer sem nem ter lido os livros obrigatórios", afirmou a estudante, que busca uma vaga no curso de Engenharia da Computação .

A questão mais comentada entre os candidatos após a prova era a que abordava o livro "A Cidade e as Serras" e pedia uma definição do "miguelismo" e uma explicação sobre "a relação que há entre essa
corrente política e a história do Brasil". "Achei esquisito, porque isso é conteúdo de História, não de Língua Portuguesa", opinou Manoela.

Os amigos Daniel Teixeira Bussius, 18 anos, Maria Eduarda Camargo, 18 anos, e Rubens Valente, 17 anos, também reclamaram da questão. Mesmo tendo respondido a todas as perguntas, os candidatos consideram a prova trabalhosa. "Algumas perguntas eram bem complicadas", disse Maria Eduarda.

O primeiro dia de provas da segunda fase da Fuvest registrou 2.568 candidatos ausentes neste domingo. O número representa uma abstenção de 8,15% dos 31.503 candidatos convocados para disputar as 10.952 vagas do vestibular, sendo 10.852 na Universidade de São Paulo (USP) e 100 no curso de medicina da Faculdade de Ciências Médicas Santa Casa de São Paulo.

Compareceram à prova de Português e redação 28.936 candidatos. No ano passado deixaram de comparecer no primeiro dia de prova 3.007 candidatos, o que correspondeu a 7,88% do total de convocados (38.151).

Nesta segunda-feira, todos os candidatos responderão a 16 questões sobre todas as demais disciplinas do núcleo comum obrigatório do ensino médio (história,geografia, matemática, física, química, biologia e inglês). Esta é tradicionalmente a prova considerada mais cansativa, porém está mais curta na Fuvest 2012. Até o ano passado eram 20 perguntas.

Na terça-feira, último dia, cada candidato receberá uma prova de acordo com o curso que escolheu. Ela conterá 12 questões que podem ser de duas ou três disciplinas escolhidas pela coordenação da carreira. Quem presta o vestibular para Medicina , por exemplo, responderá perguntas de física, química e biologia, enquanto os interessados em Engenharia Civil encontraram temas de matemática e física e, candidatos a Letras , história e geografia.

    Leia tudo sobre: fuvest 2012uspsegunda fase

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG