Nota de corte da Fuvest 2012 é divulgada

Consulte a pontuação mínima necessária em cada carreira para chegar à segunda fase do vestibular da USP

iG São Paulo |

A Fuvest divulgou nesta segunda-feira (12) as notas de corte para aprovação para a segunda fase de todas os cursos do seu vestibular 2012. A lista com os 31.503 convocados para a próxima etapa será divulgada no dia 19 de dezembro e as provas acontecem entre os dias 8 e 10 de janeiro.

Consulte : Veja as notas de corte da Fuvest 2012

Medicina e Ciências Médicas em Ribeirão Preto tiveram a nota de corte mais alta, 73 acertos de 89 questões – este ano o vestibular teve uma questão anulada. As duas carreiras, como todas as do vestibular, tiveram um aumento na nota de corte , na última edição a nota mínima para chegar à segunda fase foi de 70, em Medicina, e 69, para Ciências Médicas.

Veja também: Notas de corte sobem em todas as carreiras

Amana Salles/Fotoarena
Vestibulandos prestam a primeira fase da Fuvest em São Paulo
Mudanças
O vestibular deste ano protagoniza algumas mudanças. A nota mínima de corte foi de 27 acertos, mesmo se não houvesse candidatos suficientes com pontuação para preencher as vagas. Neste caso, inscritos para outras áreas que passaram com boa nota para a segunda fase, mas não conseguiram o posto no curso escolhido poderão tentar uma das vagas não preenchidas.

Nos cursos mais concorridos não mudou nada, foram aprovados para a última etapa três candidatos por vaga e a nota de corte se define pelo valor mínimo para que isso ocorra. Exemplo: um curso com 50 vagas em que 150 pessoas acertaram 70 ou mais questões, teve nota de corte 70. O manual define quais são os “cursos concorridos” com o seguinte critério: nota média igual ou superior a 60, entre as 90 questões da primeira fase.

Nos cursos em que a nota média dos candidatos estiver entre 30 e 60, foi feito o seguinte cálculo para estabelecer quantas pessoas por vaga vão para a segunda fase: a média de acertos dos candidatos à carreira será dividida por 30 e o resultado somado a um. Por exemplo, um curso que teve média de 45 pontos, ficou com 2,5 candidatos por vaga na segunda fase (45/30=1,5 + 1=2,5). Neste caso, se houver as mesmas 50 vagas, 125 vestibulandos irão a próxima etapa.

Cursos que tiverem média de pontos dos candidatos menor do que 30, terão dois candidatos por vaga na segunda fase. Com isso, quanto menor a nota média dos candidatos na primeira fase, menos pessoas passarão para a segunda fase e a tendência é que as possíveis sobras de vaga ocorram nestas carreiras.

A nota da primeira fase vale um quarto da pontuação final no concurso. O resultado da prova de alternativas equivalia à metade da nota até 2009 e nos últimos dois anos havia deixado de somar no conceito final. Agora, volta a valer, mas com peso de 25%, enquanto os outros 75% estão na segunda fase, que é discursiva e com conteúdo mais próximo à carreira disputada.

    Leia tudo sobre: Fuvest 2012USPvestibularnota de corte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG