Acesso de aluno de escola pública na USP cresce 0,5 ponto percentual

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Do total de aprovados para a universidade em 2013, 28,5% estudou na rede pública em algum momento

A proporção de alunos que estudaram em algum momento em escola pública aprovados no vestibular da Universidade de São Paulo (USP) chegou a 28,5% neste ano, informou nesta segunda-feira, 22, a Pró-Reitoria de Graduação da universidade. Em relação ao vestibular de 2012, esse grupo aumentou em 0,5 ponto percentual. Não foram divulgados dados por curso.

"Foi um bom resultado, mas não estou satisfeita. Esperava que (o porcentual) aumentasse", disse a pró-reitora, Telma Zorn.

A participação de alunos da rede pública vem aumentando desde 2010, mas ainda não atingiu o patamar obtido em 2009, que foi de 30,2% dos alunos aprovados.

Análise: Programa de inclusão da USP não beneficia negros e pobres

A universidade ofereceu 10.982 vagas no último processo seletivo. Do total de aprovados, apenas 3% foram beneficiados pelo Programa de Avaliação Seriada da USP (Pasusp). São alunos que cursaram o ensino fundamental e médio em escolas públicas e, por isso, podem obter até 15% de bônus na nota do vestibular. No ano passado, o porcentual foi de 5,1%.

Estudantes que só cursaram o ensino médio na rede pública, mas fizeram o fundamental em escola particular podem receber até 8% de bônus na primeira fase.

Desafio: USP terá de quintuplicar número de negros para cumprir programa de cotas

Em dezembro, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou projeto de cotas para garantir que 50% das matrículas em cada curso e em cada turno das universidades paulistas seja de alunos que cursaram integralmente o ensino médio em escolas públicas até 2016. O Programa de Inclusão com Mérito no ensino Superior Público Paulista (Pimesp), elaborado pelos reitores da USP, Unicamp e Unesp, sofre resistências na USP que poderão atrasar sua implementação.

Aproveitamento de vagas 

Neste ano, após oito chamadas, das 10.982 vagas oferecidas, foram preenchidas 10.903. As 79 restantes representam um percentual de 0,71% do total, índice inferior ao de 2012, quando 1,69% das vagas não foram ocupadas.  Para essas vagas remanescentes, a USP mantém um processo de transferência interna e externa.

*Com Agência Estado

Leia tudo sobre: USPIncluspcotasvestibularFuvest

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas