Alunos encontram dificuldade na segunda fase da Fuvest

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Candidatos avaliaram que parte mais difícil coube às questões de literatura, mas não encontraram problemas com a redação

Futura Press
Candidatos fazem o primeiro dia de provas da segunda fase da Fuvest em São Paulo, em São Paulo

O primeiro dia de provas da segunda fase da Fuvest foi considerado difícil para muitos alunos, principalmente, a parte de literatura. "Algumas questões de literatura estavam impossíveis de responder", disse Bruna Rafaela Almeida, de 18 anos, de Ipuã (SP), na região de Ribeirão Preto (SP). Ela tenta pela segunda vez uma vaga no curso de Ciência dos Alimentos e a parte de gramática da prova considerou mais fácil.

Opinião parecida tem a sua colega Louise Cardoso Cunha, de 17 anos, que também enfrenta o vestibular da Fuvest pela segunda vez, mas de olho no curso de Engenharia Ambiental. Para ela, as perguntas sobre literatura foram bastante complicadas. "O resto até que estava razoável", afirmou.

Veja as perguntas do primeiro dia da segunda fase da Fuvest

Vinícius Alvim, de 19 anos, saiu de Formiga (MG) para enfrentar as provas da segunda fase também na região de Ribeirão Preto. Ele diz que o primeiro dia de prova foi tranquilo e que apenas a redação complicou um pouco por não ter um tema específico, apenas uma imagem e um texto. "Mas o assunto, sobre consumismo, não é tão difícil de abordar, então foi possível discorrer o assunto".

Litoral
Na Baixada Santista, o estudante Breno Diniz Olintho, de 17 anos, avaliou que a prova de Português foi fácil. Para ele, as questões de gramática e interpretação de texto, bem como o tema da redação, que abordou o consumismo, foram relativamente fáceis. "Já as perguntas de literatura foram um pouco mais complicadas, porque não tive condições de ler todos os livros recomendados", observou.

Leia também: Medicina volta a ser o curso mais concorrido da Fuvest

Já o estudante Isaac Rocha de Azevedo, que pretende estudar Engenharia Elétrica na Poli-USP, conseguiu se sair bem na prova de literatura, porque teve condições de ler a maior parte dos livros recomendados no início do ano passado. "O tema escolhido desta vez foi interessante e bem diferente dos anos anteriores, dando para fazer uma boa análise da sociedade dos dias de hoje", disse. 

Na opinião de Isaac, a prova de amanhã deve ser bem mais complicada, uma vez que abrangerá várias disciplinas, divididas em 16 questões. "Mas acho que quem estudou o ano inteiro como eu, nas aulas do cursinho e outras tantas horas em casa, não deve encontrar maiores dificuldades", finalizou.

Abstenção 
A Fuvest informou que 28.531 candidatos (28.936 em 2012),  compareceram à prova, com 8,50% de abstenção (2.651 ausentes). A abstenção foi ligeiramente maior que no ano passado, quando faltaram 2.568 candidatos (8,15% do total de convocados).

Na segunda-feira (7), os candidatos devem responder a 16 questões de História, Geografia, Matemática, Física, Química, Biologia e Inglês.

(Com Agência Estado)  

Leia tudo sobre: fuvestvestibularfuvest 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas