Medida é uma das reivindicações de estudantes, professores e funcionários para melhorar a segurança no câmpus

A Universidade de São Paulo (USP) anunciou que irá investir na iluminação da Cidade Universitária, localizada no Butantã, zona oeste de São Paulo. A instituição pretende dobrar o número de pontos de luz, chegando a 7 mil. Hoje, 3.200 pontos iluminam os 4 milhões de metros quadrados do câmpus. O anúncio foi publicado na última quarta-feira (23) no boletim USP Destaques , publicação da assessoria de imprensa da reitoria.

A ampliação da iluminação é uma das reivindicações de alunos, professores e funcionários para melhorar a segurança na Cidade Universitária. Em maio deste ano, um aluno foi morto dentro do câmpus em uma tentativa de assalto. Em setembro, a Polícia Militar passou a fazer a segurança da USP, mas após confrontos com estudantes e a ação da Tropa de Choque na reintegração de posse da reitoria , parte dos alunos entraram em greve e passaram a pedir a saída da PM.

O novo sistema de iluminação da USP utilizará luz branca e leds, que possuem melhor qualidade de iluminação. Mesmo com o aumento no número de pontos, a instituição afirma que terá uma redução de 10% a 15% no consumo total de eletricidade na Cidade Universitária, pois as lâmpadas e as instalações serão mais econômicas.

A Coordenadoria do Câmpus da Capital (Cocesp) lançou, em maio deste ano, a licitação para o projeto executivo. Em julho, a empresa vencedora apresentou o plano geral de iluminação para o câmpus, que deve ser implantado em 2012.

No ano que vem, a USP prevê expandir o sistema de iluminação para os outros câmpus.

Perspectiva da área do câmpus Butantã da USP com o novo sistema de iluminação
Reprodução
Perspectiva da área do câmpus Butantã da USP com o novo sistema de iluminação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.