Conclusão de grupo de trabalho que revisou cursos da unidade sugere o corte de até 330 das 1.020 vagas atuais da unidade

Alunos e professores do campus Leste da Universidade de São Paulo (USP) foram surpreendidos pela notícia de que 330 das 1.020 vagas da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (Each) podem ser fechadas . Conforme o iG antecipou na quinta-feira, um grupo de trabalho que revisou os cursos sugere redução de alunos em todas as áreas.

O relatório é a conclusão de um trabalho iniciado em junho de 2010 e realizado pelo ex-reitor da universidade Adolpho José Melfi, além de professores da unidade e de outros departamentos da instituição. Na tarde desta sexta-feira, a direção da unidade enviou por email a todos os alunos e professores cópia do relatório com uma mensagem da direção.

Segundo o boletim online, o grupo se reuniu 11 vezes antes de concluir a sugestão do fechamento de pelo menos 10 vagas em cada curso, até 80 em alguns casos e a fusão em outro (veja tabela abaixo). Embora no relatório, a ênfase seja a redução de vagas para aumentar a concorrência e a qualidade dos estudantes, a mensagem da diretoria enfoca a falta de espaço físico para atender aos cursos atuais e diz que a proposta ainda será debatida. “Este relatório será debatido primeiramente entre Comissão de Graduação, os Coordenadores de Curso e a Direção”, diz a edição especial do boletim “Direto da Direção”.

O informativo dá especial atenção ao curso de Obstetrícia, que segundo sugestão do relatório, passaria a fazer parte de Enfermagem, que fica em Pinheiros. “A Each não se furtará em promover novos ajustes na estrutura curricular do curso de Obstetrícia e poderá, ouvindo o conjunto de sugestões pertinentes, adequar algumas disciplinas de modo a contemplar o estudo do ser humano com conteúdos gerais, mais próximos aos cursos de enfermagem tradicionais, o que poderá levar à mudança na sua denominação”, diz o comunicado do diretor José Boueri.

Protesto e perplexidade

Professores da USP Leste contam que souberam da proposta de corte de vagas pelo iG . “Estamos perplexos”, diz a professora Jaqueline Brigagão, de Obstetrícia. Segundo ela, os alunos leram a reportagem e cobraram respostas desde a primeira aula da manhã desta sexta, mas apenas alguns dos docentes haviam recebido o relatório na noite anterior. “Não pudemos ler e debater nada ainda, não concordamos com esta visão baseada na demanda do curso e queremos frisar a importância da carreira para humanizar o parto no Brasil, como acontece nos países mais desenvolvidos do mundo”, afirmou.

Thomás Haddad, coordenador do curso de Licenciatura em Ciências Naturais, que pode perder 80 das atuais 120 vagas e passar a funcionar apenas em um período, disse que haverá uma reunião na próxima semana para definir o posicionamento dos professores. “O que posso lhe adiantar é que a maioria dos colegas que já se manifestaram considera o corte grande demais, especialmente a supressão de todo o período matutino do curso.”

Estudantes e ex-alunos fizeram uma manifestação contra a conclusão que pede o fechamento das vagas. Segundo o membro da Associação de Obstetrízes da USP e ex-aluno do curso, Marcel Robledo Queiroz, em reunião com os docentes foram encontrados erros no documento. “O que eles sugerem de mudanças nas disciplinas já existe, não sei de onde tiraram algumas informações.”

A direção da Each enviou um comunicado oficial em que explica por que o grupo foi montado e diz que a instituição "Não pode se furtar de suas responsabilidades".  Leia íntegra aqui.

Cursos existentes vagas atuais corte de vagas como ficaria
Ciências da Atividade Física 60 30 30
Gestão Ambiental 120 40 80
Gerontologia 60 10 50
Gestão de Políticas Públicas 120 20 100
Licenciamento de Ciências da Natureza 120 80 40
Lazer e Turismo 120 20 100*
Marketing 120 20 100
Obstetrícia 60 60 0**
Sistema de Informação 180 30 150
Têxtil e Moda 60 20 40
Total 1.020 330 690
                                  Novos cursos
Mídias Digitais 30
Design de Serviços 30

** curso se fundiria com o de enfermagem; *se a baixa procura persistir, uma turma seria extinta e mais 50 vagas seriam cortadas; 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.