Universitários reclamam da obrigatoriedade do Enade

Apesar de reconhecerem a importância do exame, alunos dizem que não deveria ser condição para diploma

Agência Brasil |

Estudantes universitários de Brasília entrevistados pela Agência Brasil que fizeram neste domingo (21) o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) consideraram fundamental a realização da prova, mas reclamaram de sua obrigatoriedade, uma vez que, se não realizarem a prova, não receberão o diploma do Ministério da Educação (MEC) quando da conclusão dos cursos.

Em todo o país, 650 mil universitários são esperados para fazer o Enade. A prova é aplicada aos alunos dos primeiro e segundo semestres e aos que estão concluindo o curso superior para avaliar a qualidade do ensino oferecido pelas universidades, centros universitários e faculdades.

"Se não fosse obrigatório tenho certeza que quase ninguém faria", afirmou Murilo Santana, 42 anos, estudante de gestão ambiental, ao ser perguntado sobre a questão da obrigatoriedade. No entanto, ele ressaltou a importância de se fazer a prova uma vez que é por meio dela que "o MEC avalia o sistema educacional da universidade".

Ítalo Magdiel, 19 anos, morador da cidade satélite de Riacho Fundo e aluno de gestão ambiental é outro que considera a realização do Enade fundamental. Para ele, o Enade é importante para que o MEC tenha um ranking dos cursos oferecidos pelas universidade e forcem aquelas com notas mais baixas a melhorarem seus currículos. "Vale a consciência de cada um. É preciso saber se o estudante se dedicou e seria uma falta de ética, caráter e moral fazer a prova de qualquer jeito".

Ítalo Rossi, 18 anos, morador de Taguatinga, que cursa educação física disse que "tem gente que não tem nenhum interesse em fazer [a prova]. "Se não fosse obrigatório seria muito difícil alguém vir".

Do total de participantes, 261 mil iniciam os cursos universitários, outros 161 mil estão em fase de conclusão. Também farão a prova 227 mil alunos que não participaram do Enade em anos anteriores e querem regularizar sua situação. O exame será aplicado em mais de 1,3 mil municípios.

    Leia tudo sobre: enadeobrigatoriedadeimportância

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG