Universidades participam de plano contra drogas

Governo lançou o Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, na quinta-feira

iG São Paulo |

Cinco universidades federais vão oferecer cursos de especialização e mestrado profissionalizante em gestão do tratamento de usuários de drogas para profissionais que atuam na rede de atenção à saúde e proteção social. A ação faz parte do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, lançado na quinta-feira (20) por meio de decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os cursos têm o objetivo de garantir a sustentabilidade do plano, que reúne ações de prevenção, tratamento e reinserção social do usuário do crack e de outras drogas. “As ações federais que compõem o plano já existem. Agora, serão integradas e potencializadas”, explicou a ministra chefe da Casa Civil, Erenice Guerra.

Serão capacitados cerca de 100 mil profissionais em dez diferentes cursos, na modalidade de educação a distância, com foco na prevenção do uso de crack. Haverá, também, cursos presenciais específicos para profissionais de saúde e da assistência social.

Também serão criados seis centros colaboradores nos Hospitais Universitários, para a assistência a usuários de drogas, com a finalidade de desenvolver pesquisas e metodologias de tratamento e reinserção social. As unidades terão apoio de centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps-AD) e de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) para dependentes de crack, que oferecem vagas pra tratamento em regime ambulatorial e de internação.

No âmbito da educação básica, haverá capacitação de professores, para que possam lidar com o tema dentro das escolas. Além disso, serão distribuídas bolsas de iniciação científica júnior para alunos do ensino médio, com o intuito de incentivá-los a participar de projetos comunitários de prevenção ao uso de drogas.

    Leia tudo sobre: drogasuniversidadesmestrado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG