Universidades federais têm duas semanas para decidirem sobre novo vestibular

BRASÍLIA - As universidades federais têm até o dia 8 de maio para decidirem se vão aderir ao novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) proposto pelo Ministério da Educação (MEC). A informação foi dada na segunda-feira pela secretária de Ensino Superior, Maria Paula Dallari Bucci. Representantes do MEC e reitores das instituições federais se reuniram durante um seminário para discutir o tema.

Agência Brasil |

A proposta do MEC é que o novo Enem substitua os vestibulares das universidades federais de todo o país. As provas estão marcadas para 3 e 4 de outubro. Na última semana o ministério definiu quatro formas de participação nos novo modelo. As universidades poderão usar o Enem como prova única, como primeira fase, combinado à nota do vestibular tradicional ou para seleção de estudantes para vagas remanescentes.

Algumas instituições como a Universidade Federal da Bahia (UFBA), a Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) já decidiram pela adesão ao novo Enem.

Nesta terça-feira, os reitores têm um novo encontro com o ministro da Educação, Fernando Haddad, na sede da Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

    Leia tudo sobre: enemmecmudanças vestibularvestibular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG