Unifesp quer moradia estudantil a partir de 2012

Conselho da Universidade Federal de São Paulo aprovou construção de alojamento para 960 estudantes em todos os campi

iG São Paulo |

O Conselho de Assuntos Estudantis da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) aprovou a construção de moradias estudantis em todos os campi da universidade. Segundo a instituição, está prevista a entrega de 480 vagas em 2012 e mais 480 vagas em 2014. O projeto será incluído no Plano Plurianual (2012-2015) que a Unifesp envia ao Ministério da Educação (MEC) ainda no mês de abril.

Durante este ano, a universidade planeja a conclusão e detalhamento dos projetos de moradias, bem como a obtenção de terrenos em cada uma das seis cidades que abrigam os campi da universidade. Para que o projeto de moradia estudantil seja concretizado, a Unifesp está realizando vários estudos de projetos já existentes em outras universidades.

O pró-reitor de Assuntos Estudantis, Luiz Leduíno, e a comissão paritária para estudo da implantação de moradias estudantis estiveram no dia 25 de março visitando duas moradias estudantis da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp). A finalidade da ação foi a de estudar, presencialmente, projetos que visem à viabilização de projeto semelhante na Unifesp, com início previsto para 2012. "Estamos nos dedicando ao máximo para viabilizar as moradias, tão essenciais no processo de democratização do acesso e permanência na universidade”, diz Leduíno.

Com a finalidade tornar público o projeto e analisar as propostas existentes, a instituição fará no dia 29 de abril um fórum para debater o tema com transmissão ao vivo, pela intranet da universidade .

    Leia tudo sobre: Unifespmoradia estudantilmecterreno

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG