Unesp tem 40% dos matriculados em 2011 egressos da rede pública

Índice de alunos aumentou em relação a 2010 e é superior ao da Unicamp e USP

iG São Paulo |

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) matriculou, em 2011, 2.625 candidatos oriundos de escolas públicas, o que representa 40,3% do total de 6.507 matrículas realizadas até maio, quando se encerrou o ingresso por meio do vestibular 2011. Houve aumento em comparação com o índice obtido no ano passado, quando 2.320 dos matriculados vinham de escolas públicas, o que significa 36,1% das 6.429 matrículas realizadas em 2010.

O percentual é superior ao da Unicamp, que este ano aumentou o contingente de alunos da rede pública para 32%. A USP ainda não divulgou números de 2011, mas no ano passado apenas 25,6% dos alunos não eram de escolas privadas, e este ano a universidade mudou as regras do programa de inclusão .

Segundo a professora Tânia Cristina Arantes Macedo de Azevedo, diretora acadêmica da Fundação Vunesp, “grande parte do resultado pode ser associada ao empenho da Unesp em contribuir com a melhoria da educação básica pública de uma forma geral. A universidade busca os melhores alunos, aqueles comprometidos com o trabalho escolar, pois acredita que a universidade pública deve formar o aluno não só para o mundo do trabalho, mas como uma liderança da gestão política, tecnológica e social”.

Segundo a Unesp, a equipe de professores para realizar visitas às escolas estaduais foi ampliada. No vestibular 2010 foram atendidos 277.688 concluintes do ensino médio, e esse número passou para 383.116 na divulgação do exame para ingresso em 2011. Outro fator que teria contribuído é o de que os alunos de escolas públicas paulistas ganham subsídio de 75% no valor da taxa de inscrição (até o vestibular 2010, eram oferecidas duas isenções para cada sala de último ano de ensino médio das escolas da do Estado). “O projeto de inclusão de alunos de baixa renda abrange oferta de mais de 6 mil isenções para carentes e redução na taxa de inscrição para formandos da Secretaria da Educação e também do Centro Paula Souza”, afirma Tânia.

Além disso, a Unesp “concede bolsas para melhores alunos de escolas públicas, mantém cursinhos comunitários dentro das unidades da Unesp, formou de mais de 12 mil professores em exercício e adota a proposta curricular do governo do Estado como programa das provas”, ressalta Tânia.

O próximo vestibular da Unesp será novamente em duas fases, sendo a primeira no dia 6 de novembro e a segunda em 18 e 19 de dezembro. O programa de divulgação, com visitas às escolas e distribuição de um guia de profissões (revista publicada anualmente para distribuição aos concluintes do ensino médio), ocorre em agosto.

    Leia tudo sobre: Unesprede publicauniversidadematrículas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG