Unesp sediará escritório de agência internacional

Agência Universitária da Francofonia apoia projetos em francês, espanhol e português e tem primeira sede na América Latina

iG São Paulo |

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) sediará a sede na América Latina da Agência Universitária da Francofonia (AUF), entidade com sede no Canadá e atuação internacional que há 50 anos financia pesquisas e projetos de expansão das línguas latinas. O escritório será no bairro do Ipiranga, em São Paulo.

Para marcar a inauguração, será realizado um evento internacional, na próxima quarta no Memorial da América Latina, que contará com a presença de aproximadamente 25 reitores de universidades da América Latina, da África e da Europa, além de representantes diplomáticos de países francófonos e hispânicos.

Com o tema "O português, o espanhol e o francês, línguas do futuro do ensino superior e da pesquisa científica", o encontro tem como objetivo registrar o início da atuação presencial da AUF na América Latina.

Patrick Chardenet, diretor da filial para a América Latina do Escritório das Américas, o movimento de pensar as três línguas como um conjunto no campo científico vem se contrapor à influência de qualquer que seja a língua hegemônica nesse campo, hoje fortemente dominado pela língua inglesa. "Ao juntar essas três línguas, se pretende desenhar alianças estratégicas multilaterais e multipolares com outras áreas lingüísticas, inclusive com o universo anglófono". A ideia é construir uma globalização que integre as diversas culturas educativas e científicas, ao invés de uniformizar a partir de um único modelo, diz Chardenet.

De acordo com o diretor, se hoje é o inglês, amanhã pode vir a ser outra a língua dominante, no campo científico e também no mercado econômico e político. O inglês se tornou em dez anos uma língua hegemônica por conta das revistas norte-americanas de divulgação científica. Elas representam apenas uma pequena parte da ciência no mundo atual. "Há um fosso profundo entre a atividade científica e a cobertura da mídia sobre a ciência".

Sobre a AUF

A AUF, que completa 50 anos em 2011, e foi fundada em Quebec, no Canadá, tem duas sedes centrais: uma em Paris e outra em Montreal, no Canadá. Está organizada em nove escritórios regionais, sendo que cada um tem filiais com base na quantidade de universidades membros e na intensidade da cooperação científica entre elas. Ao todo, são 774 universidades em 90 países.

Para o assessor-chefe de relações internacionas da Unesp, o escritório trará grande grande visibilidade junto aos membros da AUF, fator que deverá facilitar sua interação com instituições de ensino superior do exterior.

Para a sede no Brasil, a Agência tem como proposta atuar em três frentes: auxiliar no desenvolvimento de projetos inter-universitários de ensino e de pesquisa; aumentar o número e universidades membros no Brasil e na América Latina com o objetivo de ajudar a desenvolver o espaço universitário acadêmico nas Américas e aberto ao mundo; e proporcionar às comunidades científicas a união com as redes de pesquisa internacionais que trabalham com aproximadamente 8 mil pesquisadores em 759 universidades.

A instituição tem um orçamento anual de 40 milhões de euros e recebe apoio de países e governos da francofonia (França, Canadá, Bélgica e outros). Também são desenvolvidos acordos de co-financiamento com agências internacionais, como o Banco Mundial, a Agence Française de Développement, a Agence Canadienne de Développement International.

    Leia tudo sobre: unespinternacionalizaçãoauf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG