Um terço das jovens tomam remédio para emagrecer

A Pesquisa Nacional de Saúde Escolar (PeNSE), divulgada hoje pelo IBGE, mostrou que um terço das meninas (33,3%) do nono ano do ensino fundamental fazem alguma coisa para emagrecer. Entre essas, 6,9% já vomitaram ou tomaram medicamentos de uso controlado (fórmulas emagrecedoras) com o intuito de não ganhar peso.

Agência Estado |

"Há uma disseminação de um padrão estético ideal na sociedade que atinge em cheio essa meninas que estão numa idade de muita insegurança", disse o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Segundo ele, apesar desses medicamentos serem controlados, existe um comércio ilegal deles, principalmente na internet. "A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vem fazendo um trabalho rigoroso de fiscalização. Esses números mostram que a situação é realmente preocupante", afirmou o ministro, que participou da divulgação do estudo.

A PeNSE foi realizada pela primeira vez com um universo de 61 mil estudantes do nono ano do ensino fundamental de 6.780 escolas públicas e particulares, entre março e junho de 2009. A maioria deles (90%) tinha entre 13 e 15 anos. Eles responderam anonimamente ao questionário, que continha perguntas sobre o contexto social e familiar, uso de cigarro, álcool e drogas ilícitas, violência, saúde bucal e percepção e atitude corporal.

Álcool

O uso de álcool, como já havia sido mostrado por estudos anteriores, continua alto. Do total dos adolescentes, 71,4% já haviam experimentado bebidas alcoólicas pelo menos uma vez na vida. Entre as mulheres, esse porcentual ficou um pouco mais alto (73,1%) do que entre os homens (69,5%).

Um em cada cinco jovens (22,1%) já se embriagou pelo menos uma vez e 27,3% bebeu nos últimos 30 dias. "Um fator importante para que esses números sejam tão elevados é a propaganda. Temos que regulamentar a publicidade de bebida alcoólica e aperfeiçoar a Lei Seca", disse Temporão. Ele disse ter se impressionado com o dado que mostra que 18,7% dos adolescentes ouvidos andaram de carro dirigido por motorista alcoolizado nos últimos 30 dias.

Um em cada quatro (24,2%) dos adolescentes já experimentaram cigarros, mas apenas 6,3% fumaram no último mês. Em 2002, o porcentual de fumantes dessa faixa etária era de 11%. O uso de drogas ilícitas foi admitido por 8,7% dos jovens que responderam ao questionário. Os meninos são os maiores consumidores (19,6% ante 6,9% de mulheres).

Alimentação

Cerca de 31% dos jovens declararam já terem tido a primeira relação sexual. O número é bem maior entre os meninos (43,7%) do que entre as meninas (18,7%), e nas escolas públicas (33,1%) do que nas privadas (20,8%).

A PenSE também trouxe informações sobre a alimentação dos adolescentes, mostrando que um terço deles não consome frutas e verduras regularmente. Metade deles (50,9%) admitiu o consumo diário de guloseimas (balas, biscoitos e doces). Um em cada quatro bebe refrigerante com a mesma frequência.

Praticamente um terço dos jovens não praticam nenhuma atividade física e quase 80% deles assiste a TV mais de duas horas por dia.

    Leia tudo sobre: saúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG