UFRJ propõe bolsas de estudo para cotistas

Reitoria sugere 2 mil bolsas no valor de R$ 360, bilhetes de transporte gratuito e netbooks para garantir permanência dos alunos

Agência Brasil |

Rio de Janeiro - Além da proposta que detalha a criação de cotas para estudantes de escolas públicas estaduais, a reitoria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) apresenta hoje (19) à comunidade acadêmica medidas de apoio à permanência desses alunos na instituição.

No documento encaminhado ao Conselho Universitário (Consuni), a reitoria sugere a oferta de 2 mil bolsas de estudo no valor de R$ 360, bilhetes de transporte gratuito e computadores portáteis (netbooks), além de aulas de reforço em disciplinas como português e matemática.

O representante do Centro de Ciência Jurídicas e Econômicas no Conselho Universitário, professor Marcelo Paixão, avalia que as medidas estão centradas nos cotistas e alerta que alguma delas, como a oferta de netbooks, podem estigmatizar esses alunos.

"É preciso pensar na universalização, na ampliação dos serviços para toda a comunidade acadêmica. A ampliação dos laboratórios de informática atenderia a esses estudantes e aos demais", disse.

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) também defende a universalização. Os representantes estudantis criticam a lotação na Casa do Estudante e as filas do único Restaurante Universitário da UFRJ, ambos situados no campus da Ilha do Governador.

De acordo com a UFRJ, há 510 vagas na Casa do Estudante, todas preenchidas. "Mas, na prática, está superlotado porque os alunos de lá cedem espaço para outros que precisam dormir perto do local de estudo", contesta Anderson Tavares, coordenador de Infraestrutura do DCE.

Os estudantes criticam também o grande número de refeições servidas por dia no restaurante universitário: 2,5 mil almoços, por R$ 2 . "As filas começam às 10h", afirma Kenzo Soares, diretor de Cultura do DCE, que cobra a abertura de mais restaurantes e alojamentos nos outros campi da UFRJ.

A Pró-Reitoria de Graduação da UFRJ foi procurada, mas não respondeu à Agência Brasil até a publicação desta matéria.

    Leia tudo sobre: UFRJcotas sociaisbolsistasbolsa de estudos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG