Trabalhadores da educação querem mais investimentos para a área

Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Leão, promete lutar por 10% do PIB no Congresso

Agência Brasil |

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Leão, afirmou nesta quarta-feira que, para atender as necessidades da educação brasileira, deve haver um aumento do investimento maior do que o proposto no Plano Nacional de Educação (PNE).

“É preciso ter a participação da sociedade e dos congressistas para aprimorar o projeto enviado pelo governo. É necessário um aumento substantivo no investimento em educação, uma meta de 10% do PIB [Produto Interno Bruto] brasileiro”, disse Leão em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional.

Ele vai participar do 31° Congresso Nacional da CNTE, que começa nesta quinta-feira e vai até domingo. No evento será discutido o Plano Nacional de Educação, enviado ao Congresso no último dia 15 de dezembro, que estabelece metas e diretrizes a serem buscadas pelo setor no período de 2011 a 2020.

“Nós, na CNTE, fizemos uma primeira avaliação e para termos um efetivo plano devemos mudar a legislação e aprovar com urgência o artigo da Constituição que fala do regime de cooperação, que estipula as tarefas de cada um e que tenha instrumentos de cobrança”, acrescentou.

Segundo Roberto Leão, será discutido também o Projeto de Valorização dos Profissionais de Educação, que propõe o reconhecimento dos funcionários das escolas públicas. “Todos somos profissionais de educação, não só os professores. Essa é uma das coisas que a confederação [CNTE] defende”, afirmou.

    Leia tudo sobre: educaçãofinanciamentoPNECNTE

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG