Termina a segunda fase da Fuvest

Estudantes realizaram a última prova dissertativa do vestibular, sobre disciplinas relacionadas à carreira escolhida

Guilherme Pichonelli, especial para o iG |

Terminou nesta terça-feira, às 17h, a segunda fase da Fuvest, o maior vestibular do País. Os estudantes realizaram a terceira e última prova dissertativa, sobre disciplinas relacionadas à área que escolheram - 12 questões de duas ou três disciplinas, a depender da carreira escolhida. O iG, em parceria com o Cursinho da Poli, corrige a prova a partir das 18h .

Edson Umberto, de 45 anos, foi o primeiro a deixar a Faculdade de Educação da USP, um dos locais de prova da Fuvest. O funcionário da reitoria de pós-graduação da universidade tenta uma vaga em Educomunicação, curso que abrirá as primeiras turmas neste ano. Umberto tinha questões apenas de história e geografia e considerou a prova “tranquila”. Guerra do Paraguai, governo João Goulart e os bandeirantes foram alguns dos temas cobrados na prova de história, que priorizou acontecimentos nacionais.

Para Gisele Lopes, de 17 anos, que tenta uma vaga em Obstetrícia, as provas de química e biologia estavam mais fáceis do que o esperado. “Por ser segunda fase e matérias específicas para a minha área, esperava um nível maior de dificuldade”, conta a estudante, que se diz bastante aliviada com o fim das provas.

Giovanni Calfat, de 18 anos, teve questões de matemática, história e geografia em sua prova do terceiro dia. “Estava tranquila. Tinha receio da parte de matemática, mas não estava complicado”, afirma o candidato a uma vaga no curso de Administração.

Ao todo, os estudantes que prestaram a segunda fase responderam 42 questões dissertativas além de uma redação. Algumas carreiras têm ainda provas de Habilidades Específicas, que serão aplicadas a partir do dia 12 de janeiro. O resultado da Fuvest será divulgado em 9 de fevereiro e as matrículas devem ser feitas nos dias 14 e 15 do mesmo mês.

Caos em São Paulo

A forte chuva que atingiu o Estado de São Paulo entre a madrugada de segunda-feira e a manhã desta terça deixou 13 mortos e a capital paulista com diversos pontos de alagamentos . Apesar do caos no trânsito, a Fuvest não alterou o horário do fechamento dos portões, às 13h.

A assessoria de imprensa da Fuvest afirma que o horário tem que ser cumprido em todas as cidades do País onde a prova é aplicada. Segundo a Fundação, às 7h desta terça-feira fiscais foram enviados aos locais de prova da capital e verificaram que todos estavam acessíveis.

    Leia tudo sobre: Fuvest 2011vestibularsegunda fase

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG