Site da Unesp ganha versão em chinês

Para facilitar comunicação da universidade com outros países, página também foi traduzida para espanhol, francês, alemão e japonês

iG São Paulo |

Com o objetivo de abrir novos canais de comunicação entre alunos e professores da Universidade Estadual Paulista (Unesp) com a China, a instituição tem agora uma versão de seu site em chinês . A iniciativa faz parte do projeto de internacionalização da universidade, que também já oferece conteúdo na internet em espanhol, francês, alemão e japonês. A próxima versão a ser publicada será em italiano.

Estão traduzidos para as diversas línguas conteúdos institucionais da Unesp, como informações dos programas acadêmicos e de pós-graduação; das áreas de pesquisas; dos programas de intercâmbio estudantil (com contatos e formas de ingressar); das principais linhas de extensão; da importância da editora da universidade; e da agência de inovação que oferece registros e patentes das pesquisas da instituição.

De acordo com o professor Luís Antônio Paulino, diretor titular brasileiro do Instituto Confúcio na Unesp, a tradução para o mandarim reflete o envolvimento da instituição com a China e universidades chinesas. Nos últimos anos, foram assinados convênios de cooperação com diversas instituições, como a Universidade de Hubei, a Yangtze University, a Universidade de Macau e a Academia Chinesa de Ciências Sociais.

O Instituto Confúcio no Brasil, concretizado a partir de uma parceria entre a Unesp, o Ministério da Educação da China e a Universidade de Hubei, oferece aulas de mandarim nos campi de Araquarara, Assis, Guaratinguetá, Marília, Presidente Prudente, São José dos Campos e São José do Rio Preto. Em 2011 será inaugurada também uma sala na unidade de Botucatu. Há cerca de 400 alunos estudando a língua chinesa na Unesp, segundo Paulino.

    Leia tudo sobre: universidadeunespchinatradução

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG