Sérgio Cabral sanciona aumento para professores

Categoria terá reajuste de 5%. Salário se aproxima dos R$ 900 para quem cumpre uma jornada de 16 horas semanais

iG Rio de Janeiro |

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, sancionou nesta segunda-feira (29) as leis que preveem o reajuste salarial aos 165 mil servidores da Secretaria de Estado de Educação. As medidas, que incluem aumento de 5% nos vencimentos-base para 148 mil professores e reajustes de até 116,04% para funcionários administrativos, serão publicadas no Diário Oficial desta terça-feira (30).

Com os reajustes, um professor que ganhava R$ 765,66, por 16 horas semanais, em junho de 2011, passa a receber, pelas mesmas 16h semanais, R$ 877,91. Em 2007, um professor inicial de 16 horas semanais ganhava R$ 540,64.

Os servidores também receberão a antecipação da incorporação de 2012 da gratificação do programa Nova Escola retroativo a julho. Os novos salários serão pagos no mês referência setembro.

Também foi sancionada pelo governador a criação do cargo de docente 1 no regime de 30 horas semanais. Os ocupantes dos cargos de professor docente 1 – 30 horas, quando lotados em efetiva regência de turma, ficam sujeitos ao regime de trabalho de 20 horas de aula e dez de atividades complementares.

Foram criados dois mil cargos e a implementação será realizada em parcelas sucessivas, sendo 1500 cargos no exercício de 2011 e 500 em 2012. O Governo do Estado lançará, em breve, um edital para o novo concurso da Secretaria de Educação sob novo regime de 30h semanais. As vagas serão para professores de Matemática, Português, Física, Química e Geografia. O salário inicial será de R$ 1.646,07.

    Leia tudo sobre: reajuste salarialprofessores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG