Segundo dia da Unicamp é mais tranquilo, dizem vestibulandos

Vestibular aplicou prova de Ciências Humanas, Arte e Inglês; estudantes acharam questões ¿atuais¿

Guilherme Pichonelli, especial para o iG |

Mais aliviados do que no último domingo, os estudantes começam a deixar os locais de prova da segunda fase do vestibular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Ontem foram aplicadas 12 questões dissertativas de Português e Literatura e 12 de Matemática, e muitos reclamaram da falta de tempo para resolver a prova . Nesta segunda, os candidatos enfrentaram com mais tranquilidade outras 24 perguntas, 18 de Ciências Humanas e seis de Inglês.

Marcela Hirata, de 18 anos, deixou a Universidade Paulista (Unip) do Paraíso, local de prova com mais inscritos na capital paulista, aliviada. “Hoje estava mais tranquilo”, definiu a candidata a uma vaga em Ciência da Tecnologia.

Giovanna Zucchini, de 18 anos, candidata à Medicina, terminou a prova com folga. “Poderiam ter tirado uma hora da prova de hoje e ter dado para a de ontem”, brincou. Todas as provas da segunda fase da Unicamp tem duração de quatro horas, mas no domingo, o tempo não foi o suficiente para a estudante.

Com temas atuais, como a usina hidrelétrica de Belo Monte, Guerra do Iraque e agropecuária brasileira, a prova de Ciências Humanas trabalhou bem a interdisciplinaridade, segundo os estudantes. José Renato Navikas, de 21 anos, presta vestibular para Engenharia Mecânica e aprovou os temas contemporâneos. “Em história teve uma questão que pedia para relacionar o quadro Guernica, do (pintor espanhol Pablo) Picasso com a Guerra do Iraque”, contou.

Fernanda Dias, de 17 anos, destacou o nível de exigência da prova: “As perguntas eram bem específicas, o que deixava mais difícil de enrolar. Tinha que saber mesmo o assunto”.

A segunda fase do vestibular da Unicamp termina na terça-feira com a prova de Ciências da Natureza com 24 questões. As provas são obrigatórias a todos os candidatos e têm peso diferente, de acordo com a carreira escolhida. O candidato que zerar qualquer uma das cinco provas aplicadas na segunda fase será desclassificado do vestibular Unicamp

Neste ano, o vestibular Unicamp passou por algumas mudanças. A segunda fase não terá mais redação e será realizada em três dias e não mais em quatro. Segundo a Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), as provas da segunda etapa serão agrupadas de maneira a estimular a avaliação integrada do conhecimento e a interdisciplinaridade na formulação das questões.

Não esqueça

No dia da prova, é obrigatório apresentar o original do documento indicado na inscrição. Os candidatos deverão levar caneta esferográfica transparente nas cores azul ou preta, borracha e uma pequena régua. Todas as respostas e cálculos devem ser feitos a tinta. Respostas a lápis não serão corrigidas.

Não será permitido portar calculadora, celulares e pagers, corretivo líquido, relógio com calculadora, bem como é proibido o uso de boné ou chapéu, ou quaisquer outros materiais estranhos à prova.

Específicas

Os candidatos aos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais, Dança e Música devem realizar provas de habilidades específicas, entre os dias 24 e 27 de janeiro. Eles devem consultar as orientações para as provas, como locais e horários, na página da Comvest na internet: www.comvest.unicamp.br.

    Leia tudo sobre: unicampvestibularsegunda fase

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG