Universidade descredenciada pelo governo tem 90 dias para entregar documentos necessários para transferências

Representantes da Universidade São Marcos, de São Paulo, que foi descredenciada pelo Ministério da Educação (MEC) na semana passada, se reuniram nesta segunda-feira com a equipe da Secretaria de Regulação e Supervisão do Ensino Superior, do MEC, para discutir as medidas que serão tomadas para transferência dos cerca de 1,8 mil estudantes.

Leia também: Alunos da Universidade São Marcos serão transferidos em 90 dias

Após a reunião, a reitora da instituição, Maria Aurélia Varella, afirmou que as aulas continuarão até que todos os alunos sejam transferidos. A universidade tem 90 dias para entregar aos alunos todos os documentos necessários para que sejam feitas as transferências .

“A reunião foi boa. Agora nós temos que entregar alguns documentos que o MEC nos pediu. A universidade não foi descredenciada e ponto final. Nós vamos funcionar até que os alunos sejam transferidos, de uma maneira tranquila”, disse Maria Aurélia.

A decisão do descredenciamento foi publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União. O MEC decidiu pelo fechamento da São Marcos depois de um processo administrativo que constatou “irregularidades que comprometem o funcionamento da instituição”. Entre os problemas apontados pelo ministério está o descumprimento de medidas cautelares que já tinham sido determinadas pelo MEC, como a suspensão do ingresso de novos alunos e outras ações para sanear os problemas verificados nos processos de supervisão.

O despacho do MEC determina que a São Marcos forme uma comissão, no prazo de 10 dias, para tratar das providências para a transferência dos estudantes. Cerca de 250 alunos são bolsistas do Programa Universidade para Todos (ProUni). Neste caso, o MEC irá enviar oficio às instituições de ensino localizadas em Paulínia e São Paulo, onde a São Marcos tem câmpus, solicitando que elas aceitam a transferência dos bolsistas da universidade descredenciada. A mesma medida será aplicada aos estudantes que têm contrato do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.