Redação da Unesp questiona futuro dos livros

Vestibular pergunta se tablets irão substituir obras em papel; estudantes gostam do tema e acreditam que não

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo |

O tema da redação do vestibular de meio de ano da Universidade Estadual Paulista (Unesp) agradou os vestibulandos. A prova questionou se os tablets e novos computadores vão substituir os livros de papel. Parte dos candidatos que prestou a segunda fase na capital acredita que as duas formas, a física e a digital, vão coexistir por um bom tempo.

Joaquim de Barros, de 19 anos, o primeiro a deixar o local de prova achou o tema fácil. “Português não é o meu forte, deixei algumas questões sem fazer, mas a redação era bem simples”, afirmou o estudante que, assim como outros candidatos, presta para Engenharia Civil como treinamento , mas não quer a vaga. Seu objetivo é ingressar em Engenharia de Minas na Universidade de São Paulo (USP), que tem vestibular só no fim do ano.

Também entre as primeiras a sair, Michelle Azevedo, de 20 anos, gostou do tema da redação e achou toda a prova deste segundo dia fácil. “Ontem estava bem mais difícil”, diz a estudante que tenta uma vaga em Engenharia Ambiental.

Sobre a possibilidade de substituição dos livros de papel por tablets, os vestibulando acham que as duas coisas vão coexistir. Rodrigo Bio Miranda Zapata, 19, acha que o livro de papel ainda terá longa vida. “Pode ser que algumas pessoas comecem a ler também nos tablets, mas a maioria vai ficar com o papel por muito tempo”, afirma o candidato, que prestou para Geografia, mas na verdade está apenas treinando para o vestibular de Direito ao fim do ano.

Julia Rocha, de 17 anos, que também prestou para Geografia, mas quer fazer Relações Internacionais, saiu com um cappuccino nas mãos. “La dentro, mesmo com todas as janelas fechadas, ainda estava muito frio”, afirmou a estudante. Esta foi a tarde mais fria do ano em São Paulo .

O vestibular da Unesp teve uma abstenção de 10,6% neste segundo dia de provas da segunda fase. De acordo com a Vunesp, que organiza o processo seletivo, faltaram 441 estudantes dos 4.163 classificados na primeira etapa. No domingo, primeiro dia da segunda fase, a abstenção tinha sido de 8,9% – 371 candidatos faltaram.

    Leia tudo sobre: unespvestibular meio do ano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG