Saber as quantidades de comida a comprar no supermercado pode ser determinante para o orçamento do estudante que vai morar sozinho ou com amigos. A média de gastos dos universitários com alimentação é de R$ 100 por semana.

No começo tudo estragava. Nunca tinha feito compras só para mim, não sabia as quantidades e acabava jogando muita coisa fora, lembra Bruno Nunes Caldeira Stefani, estudante do último ano de Engenharia de Produção na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Maithê Almeida de Araújo, que acaba de se formar em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) dá uma dica aos que vão morar sozinhos: Junte um grupo de amigos e divida as compras. Tem coisas que a gente não consegue consumir tudo quando mora sozinho. Então vale dividir até pacote de pão de forma, que embolora rápido, frutas, frios e outros produtos perecíveis.

Uma opção para quem quer gastar pouco e não quer cozinhar é almoçar e jantar nos refeitórios das universidades. Na Universidade de Brasília (UnB), por exemplo, a opção mais barata é a refeição do Restaurante Universitário. O famoso bandejão cobra R$ 2,50 pelo almoço ou jantar de qualquer estudante ou visitante.

Mas os universitários cadastrados nos programas de assistência estudantil, dedicados a quem possui renda baixa, têm a possibilidade de pagar ainda menos. Eles são divididos em dois grupos: com renda parcialmente insuficiente para manutenção na universidade e com renda insuficiente para manutenção na universidade. Para o primeiro grupo, as refeições saem a R$ 1. Para o segundo, a R$ 0,50.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.