Questão 8

Leia o seguinte comentário a respeito de O Cortiço, de Aluísio Azevedo:

Cursinho da Poli |

Com efeito, o que há n' O Cortiço são formas primitivas de amealhamento*, a partir de muito pouco ou quase nada, exigindo uma espécie de rigoroso ascetismo inicial e a aceitação de modalidades diretas e brutais de exploração, incluindo o furto (...) como forma de ganho e a transformação da mulher escrava em companheira-máquina. (...) Aluísio foi, salvo erro meu, o primeiro dos nossos romancistas a descrever minuciosamente o mecanismo de formação da riqueza individual. (...) N' O Cortiço  [o dinheiro] se torna implicitamente objeto
central da narrativa, cujo ritmo acaba se ajustando ao ritmo da sua acumulação, tomada pela primeira vez no Brasil como eixo da composição ficcional.  (Antonio Candido, De cortiço a cortiço. In: O discurso e a cidade . São Paulo: Duas Cidades, 1993, p. 129-3.)

* amealhar: acumular (riqueza), juntar (dinheiro) aos poucos

a) Explique a que se referem o rigoroso ascetismo inicial da personagem em questão e as modalidades diretas e brutais de exploração que ela emprega.

b) Identifique a mulher escrava e o modo como se dá sua transformação em companheira-máquina.

    Leia tudo sobre: unicampvestibular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG