No tempo da independência, não havia ideias precisas sobre o federalismo. Empregava-se ¿federação¿ como sinônimo de ¿república¿ e de ¿democracia¿, muitas vezes com o objetivo de confundi-la com o governo popular, embora se tratasse de concepções distintas.

Por outro lado, Silvestre Pinheiro Ferreira observava ser geral a aspiração das províncias à autonomia, sem que isso significasse a abolição do governo central da monarquia. Mas a historiografia da independência tendeu a escamotear a existência do projeto federalista, encarando-o apenas como produto de impulsos anárquicos e de ambições personalistas e antipatrióticas.
( Adaptado de Evaldo Cabral de Melo, A Outra Independência. O federalismo pernambucano de 1817 a 1824. São Paulo: Ed. 34, 2004, p. 12-14. )

a) Identifique no texto dois significados distintos para o federalismo.

b) Quais os interesses econômicos envolvidos no processo de independência do Brasil?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.