Qual é o peso aproximado de uma nuvem?

Cientista americana Peggy LeMone garante que uma nuvem pode equivaler ao peso de muitos elefantes juntos. Afinal, quantos gramas, quilos ou toneladas elas pesam?

Aline Vieira |

Mário Quintana, Cecília Meirelles, Fernando Pessoa... Esses e outros escritores reconhecidos mundialmente exaltavam em suas poesias e versos a beleza e grandeza das nuvens. Mas será que eles tinham noção do tamanho e do peso delas?

Segundo a cientista americana Peggy LeMone, graduada no Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica do Colorado, as nuvens só parecem ser leves e delicadas. Para dar uma noção aproximada do peso delas, a pesquisadora usou como exemplo os elefantes.

De acordo com ela, cada elefante pesa em torno de 6 toneladas. Uma nuvem pequena, segundo LeMone, é equivalente a 100 elefantes, ou seja, quase 600 toneladas. LeMone também afirma que uma nuvem de tempestade pode equivaler a 10 vezes mais elefantes, o que resultaria em média 200 mil toneladas.

Mas se uma nuvem pesa tanto, como ela consegue ficar lá em cima, afinal? A cientista diferencia o peso concentrado de um elefante com o peso distribuído das nuvens. "Elas são formadas por pequenas partículas que flutuam no ar mais quente, por isso conseguem se sustentar no céu", diz.

As nuvens são formadas a partir da condensação do vapor da água que existe no ar úmido da atmosfera e podem ter várias formas, tamanhos, cores e classificações. No total, existem 10 gêneros diferentes de nuvem, mas 3 delas são as mais básicas: as Cirrus, as Cúmulos e as Estratos.

As nuvens "Cirrus" são as de cor branca brilhante, com um aspecto mais delicado e sedoso e são constituídas, basicamente, de cristais de gelo. As "Cúmulos" são as de contornos bem definidos, que parecem de algodão. Já as "Estratos" carregam uma cor mais escura, acinzentada, e são típicas de dias nublados.

As nuvens mais comuns


Nuvens Cirrus Fibratus
É uma nuvem cheia de cirrus espalhados por diversas direções do céu. Assim como todas as outras do gênero "Cirrus", ela fica há aproximadamente 8 mil metros de altitude.


Nuvens Cirrus Unincus
São fibrosas e brancas e se acumulam em pequenas camadas no céu. Dependendo do formato delas - se tiverem as fibras mais curvadas, por exemplo - podem indicar precipitação e baixa pressão.


Nuvens Wispy Cirrus
São as que se formam e se movem aos poucos conforme o dia passa e, assim, ficam com um aspecto "arrastado", como se alguém as tivesse puxando por toda a extensão do céu.


Nuvens Cumulus Congestus
Se formam em uma atmosfera úmida e fria e crescem de tamanho, podendo chegar aos 100 metros de extensão. Essas adquirem aos poucos o formato de uma couve-flor e se posicionam nos pontos mais altos do céu.


Nuvens Cumulonimbus
É a nuvem mais perigosa durante o verão, por formarem tempestades com trovoadas, ventos fortes e até mesmo granizo.


Nuvens Altostratus
A altura varia de 3 a 7km,e esse tipo de nuvem é composta por gotículas de água. A medida que elas crescem e se tornam mais acinzentadas, as nuvens tapam o sol. Esse tipo de nuvem indica precipitação.


Leia mais sobre: Nuvem

    Leia tudo sobre: ciênciaciênciasnuvem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG