O vestibular para o acadêmico de 2009 já acabou, mas aqueles alunos que querem garantir uma vaga numa boa universidade em 2010 devem começar a estudar desde já.

Os processos seletivos podem variar: algumas universidades avaliam os candidatos através de redações e provas, entrevistas ou contabilizam pontos de desempenho durante todo o colegial. A seguir você conhece as 10 universidades mais difíceis e concorridas do País.

ITA - Instituto Tecnológico da Aeronáutica
A Instituição já chegou a ser considerada umas das mais difíceis de entrar no mundo. No Brasil, devido ao seu processo longo e cansativo de testes, a fama ainda continua.

No total, o ITA aplica quatro provas: três de química, matemática e física, em dias diferentes, e mais uma que abrange inglês e português, num único dia. Consegue se classificar o aluno que atingir nota maior ou igual a 4 em cada uma das matérias, totalizando uma média geral de, pelo menos, 5 pontos.

As inscrições para a prova começam em agosto e elas são aplicadas em dezembro. São cerca de 8 mil candidatos inscritos para apenas 150 vagas.

USP - Universidade de São Paulo
Até o ano passado, o vestibular da USP se resumia apenas em 2 etapas: uma prova de múltipla escolha e outra dissertativa. Na primeira prova, o candidato tinha que alcançar uma nota de corte (cada curso tem a sua). Na segunda, acertar uma quantidade mínima de questões.

A USP instalou também o Programa de Avaliação Seriada (PASUSP), para estudantes de escolas públicas, já adotado em outras universidades brasileiras como a Universidade de Brasília e a Universidade Federal de Uberlândia. Nesse sistema, o estudante da rede estadual realiza provas ao final de cada ano do ensino médio. No final do segundo grau, ele obtém uma média de desempenho que pode lhe dar até 12% de bônus sob a nota da 1ª e 2ª fase do vestibular.

A USP está, atualmente, na 87ª posição no ranking mundial de melhores universidades. Na América Latina, ela é a 2ª mais bem conceituada.

UnB ¿ Universidade de Brasília
O vestibular da universidade acontece em apenas uma fase e é dividido em dois dias consecutivos de provas, um sábado e um domingo.

Na primeira avaliação, o aluno faz uma redação, responde questões de língua estrangeira (que pode ser de inglês, francês ou espanhol) e também questões de ciências sociais (história, geografia e português). Na segunda prova, ele passa pelas questões de matemática, física, química e biologia.

As questões são divididas entre valores A e B. O aluno que erra uma pergunta A, perde ponto, enquanto o que erra uma questão B, não perde. O candidato tem que atingir uma nota de corte mínima, que varia de curso para curso, para que sua redação seja lida.

A UnB realiza provas de admissão duas vezes ao ano e tem cerca de 20 mil inscritos por vestibular.

FGV - Fundação Getúlio Vargas
Os vestibulares da FGV, uma das mais difíceis de entrar do Brasil, variam de acordo com o curso escolhido pelo candidato, mas quase sempre são divididos em duas fases diferentes.

No curso de administração, por exemplo, a prova é feita em apenas uma fase e é dividida em dois horários diferentes no mesmo dia: um para questões discursivas de matemática aplicada e outro para questões objetivas de matemática, história, geografia e português.

As escolas de Direito e Economia dividem a admissão em duas fases eliminatórias. Por ano, são cerca de 400 vagas preenchidas em cada filial da faculdade.

Unicamp - Universidade Estadual de Campinas
Posicionada no 159° no ranking de melhores faculdades do mundo, a Unicamp conta com cursos nas áreas de humanas, exatas biológicas. Para preencher as mais de 3.400 vagas, são cerca de 50 mil candidatos por ano.

As provas de admissão acontecem em 2 fases, entre novembro e janeiro. A primeira prova inclui redação e 12 questões dissertativas de matemática, física, química, biologia, história e geografia. Na segunda etapa, o candidato tem oito provas dissertativas de Língua Portuguesa, Química, Ciências Biológicas, Inglês, Matemática, Geografia, História e Física.

Alguns cursos da Unicamp, como Dança e Música, Artes Visuais, Artes Cênicas e Arquitetura e Urbanismo ainda exigem que o candidato passe por provas de aptidão para cursar a faculdade.

IME - Instituto Militar de Engenharia
Não é à toa que o vestibular do IME é um dos mais difíceis do País. São, no total, 5 dias de provas, sendo a primeira com 40 questões de múltipla escolha incluindo matemática, física e química.

Nos dias seguintes, o candidato faz mais 4 provas, incluindo 10 questões discursivas cada nas áreas de português e inglês, matemática, física e química.

Para não ser desclassificado do vestibular, o aluno deve obter nota maior ou igual a 5 em cada prova discursiva e média final igual ou superior a 5.

UEL - Universidade Estadual de Londrina
Os vestibulandos da Universidade Estadual de Londrina não têm que saber apenas matemática, química, português, geografia e história. Além das matérias tradicionais do vestibular brasileiro, quem quer entrar num dos mais de 40 cursos de graduação da faculdade deve conhecer disciplinas como Filosofia, Artes e também sociologia.

A admissão da universidade é feita em 3 dias diferentes. No primeiro, o candidato responde a 60 questões gerais de múltipla escolha. No segundo, faz as provas de Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira e Redação. No último dia, o aluno faz provas mais específicas, relacionadas ao curso que escolheu.

UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
A maior universidade federal brasileira tem suas mais de 2.800 vagas nas áreas de humanas, biológicas e exatas super disputadas.

A seleção dos candidatos é feita em dois dias: o primeiro conta com provas de conhecimento geral de 48 questões de Matemática, Física, Química, Biologia, Geografia e História, e o segundo com provas específicas para cada curso.

UNESP - Universidade Estadual Paulista
O vestibular da faculdade é feito em 3 dias diferentes. No primeiro deles, o aluno responde a uma prova de 64 questões de Matemática, Química, Biologia, Geografia, História, Física e Inglês (ou Francês). Na segunda prova os candidatos fazem provas específicas para cada curso. Já na última avaliação, além da prova de Português, o aluno faz uma prova escrita.

UFU - Universidade Federal de Uberlândia
Na Universidade Federal de Uberlândia, a relação candidato/vaga chega a bater a casa dos 80 candidatos por vaga no curso de Medicina. Em cursos como Engenharia e Veterinária, a média é de 21 pessoas por vaga.

Antes das provas multidisciplinares, candidatos de alguns cursos, como Arquitetura e Urbanismo, Design de Interiores, Música e Artes Visuais, devem passar por uma prova de habilidade específica. Se forem aprovados, partem para a próxima etapa.

Nessa fase, a prova avalia os conhecimentos adquiridos ao longo do Ensino Fundamental e o Ensino Médio em provas de Biologia, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Estrangeira (Inglês, Espanhol ou Francês), Língua Portuguesa, Literatura, Matemática, Química e Sociologia. Quem passa nessa prova ainda deve fazer uma última prova, dessa vez com questões a serem respondidas discursivamente.

Leia mais sobre: Vestibular

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.