Prova de exatas da Unesp estava difícil, dizem estudantes

Candidatos começam a deixar local de provas na Barra Funda, em São Paulo, e reclamam da dificuldade da prova

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo |

Os primeiros candidatos que terminaram a prova do vestibular 2011 da Universidade Estadual Paulista (Unesp) começam a deixar a Universidade Nove de Julho (Uninove), na Barra Funda, zona oeste de São Paulo. Para os estudantes, a prova se assemelha ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), por ter questões interdisciplinares e tem grau de dificuldade parecido.

- Acompanhe a correção online do vestibular da Unesp no iG, a partir das 18h30

Flávio Torres
Para Carolini, matemática estava difícil
Carolini Gonzales, de 18 anos, reclamou que a prova de matemática tinha conteúdos que ela não tinha visto na escola. “Acabei tendo que chutar várias questões”, lamentou. Para Marcio Gonçalves, 18 anos, o vestibular da Unesp “estava tão difícil quanto o Enem”. “O mais complicado foi matemática. Tentei chutar na alternativa que me parecia mais provável”, conta.

Já Larissa Nunes, de 20 anos, avaliou que a prova estava dentro da dificuldade que ela esperava. “A parte mais fácil era história e as de exatas eram mais difíceis. O que não dava chutei”, relata.

O vestibular da Unesp é uma dos maiores do Brasil, com 80.319 inscritos. A primeira fase, aplicada neste domingo, é composta de 90 questões de múltipla escolha, sendo 30 de Linguagens e Códigos, 30 de Ciências da Natureza e Matemática e mais 30 de Ciências Humanas.

Veja as imagens da primeira fase do vestibular da Unesp :

    Leia tudo sobre: unespvestibularprovaprimeira faseestudantes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG