Prova da Unicamp é longa e exigente, afirmam vestibulandos

Muitos reclamam de pouco tempo para resolução. Segunda fase começou neste domingo com provas de Português e Matemática

Guilherme Pichonelli, especial para o iG |

A primeira prova da segunda fase do vestibular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) deu uma mostra aos estudantes do que está por vir nos próximos dias: um exame bem elaborado, de média dificuldade, extenso e cansativo. A maioria dos candidatos que prestou o vestibular na Universidade Paulista (Unip) do Paraíso, em São Paulo, deixou as salas após às 17h, horário limite para entregar a prova. Muitos reclamaram de falta de tempo para responder as 24 questões dissertativas (12 de português e literatura e 12 de matemática) - os estudantes tiveram quatro horas para responder as perguntas.

“Não deu tempo de jeito nenhum de fazer a prova”, afirma Mariana Simões, de 17 anos, que quer prestar Medicina. A estudante conta que às 17h15, quando o fiscal encerrou a prova, muitas pessoas ainda estavam na sala e não levantaram para entregar a folha de respostas. Mariana deixou três questões de matemática em branco.

Seu amigo, Luiz Fernando Braga, de 19 anos, que também presta para Medicina, enfrentou o mesmo problema: “A prova era fácil, mas não dava tempo de fazer tudo, porque os enunciados eram enormes”. Luiz deixou quatro questões em branco, uma de português e três de matemática.

Para Felipe de Azevedo, de 20 anos, a prova era "impossível de terminar". “Fico aliviado em perceber que não fui o único a deixar questões em branco”, comentou após conversar com outros candidatos. “O problema da prova não foi a parte conceitual mas os enunciados e questões eram muito longos e tomavam muito tempo”, analisa o candidato a uma vaga em Engenharia Civil.

Para não deixar nenhuma em branco, Gustavo Fuga, de 18 anos, tentou pontuar nas questões de matemática colocando cálculos. “A ideia é não zerar, qualquer Pitágoras estava valendo nessa hora.”

O professor de matemática do Cursinho da Poli, Ulder José, 22 anos, resolveu apenas as questões de sua disciplina, ignorando a prova de Português e Literatura. Mesmo assim, avaliou que levou bastante tempo para resolver 12 questões. “A prova estava bem demorada, com grau de dificuldade de médio para difícil, mesclando questões complexas e simples. Acho difícil conseguir responder bem todas as questões”, avalia.

O primeiro dia da segunda fase teve um índice de abstenção de 8%. Eram esperados 16.644 candidatos, mas 1.332 não compareceram aos locais de exame. Com isso, 15.312 estudantes seguem na disputa por uma das 3.444 vagas dos 66 cursos da Unicamp e dois cursos da Faculdade de Medicina e Enfermagem de São José do Rio Preto (Famerp). Em 2010, a Unicamp bateu novo recorde de inscrições, 57.201 candidatos.

Segunda fase continua

O vestibular da Unicamp aplicará provas na segunda e na terça-feira (dias 17 e 18). No segundo dia de exames, os vestibulandos enfrentam as provas de Ciências Humanas e Artes (18 questões) e Inglês (6 questões). No último dia, será aplicada a prova de Ciências da Natureza com 24 questões.

As provas são obrigatórias a todos os candidatos e têm peso diferente, de acordo com a carreira escolhida. O candidato que zerar qualquer uma das cinco provas será desclassificado do vestibular Unicamp

Neste ano, o vestibular Unicamp passou por algumas mudanças. A segunda fase não terá mais redação e será realizada em três dias e não mais em quatro. Segundo a Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), as provas da segunda etapa serão agrupadas de maneira a estimular a avaliação integrada do conhecimento e a interdisciplinaridade na formulação das questões.

Não esqueça

No dia da prova, é obrigatório apresentar o original do documento indicado na inscrição. Os candidatos deverão levar caneta esferográfica transparente nas cores azul ou preta, borracha e uma pequena régua. Todas as respostas e cálculos devem ser feitos a tinta. Respostas a lápis não serão corrigidas.

Não será permitido portar calculadora, celulares e pagers, corretivo líquido, relógio com calculadora, bem como é proibido o uso de boné ou chapéu, ou quaisquer outros materiais estranhos à prova.

Específicas

Os candidatos aos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais, Dança e Música devem realizar provas de habilidades específicas, entre os dias 24 e 27 de janeiro. Eles devem consultar as orientações para as provas, como locais e horários, na página da Comvest na internet: www.comvest.unicamp.br .

    Leia tudo sobre: unicampvestibularsegunda fase

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG