Programa distribui 123.170 bolsas de estudo para cursos superiores. Resultado sai na sexta-feira

O Programa Universidade para Todos (Prouni) recebeu até as 23h59 de terça-feira, 25, a inscrição de 1.048.631 candidatos para as 123.170 bolsas de estudo — 80.520 integrais e 42.650 parciais, de 50% da mensalidade — em aproximadamente 1,5 mil instituições de educação superior de todo o País. O número de candidatos é o maior já registrado pelo programa, criado em 2004, e supera os 822 mil do processo de 2010, até então a maior marca.

O resultado em primeira chamada será divulgado na sexta-feira, 28, no site do programa . Até 4 de fevereiro, os candidatos pré-selecionados devem comparecer à instituição de ensino na qual foram aprovados para confirmar as informações declaradas na inscrição e fazer a matrícula.

Após esse prazo, caso ainda haja bolsas disponíveis, será feita uma segunda chamada de candidatos, em 11 de fevereiro.

Para se inscrever no Prouni, era exigido dos candidatos a participação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2010 e uma nota mínima de 400 pontos na média das cinco provas (ciências da natureza; ciências humanas; linguagens e códigos; matemática; e redação). Quem zerou na redação foi desclassificado. Agora, os candidatos aprovados precisam comprovar renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio, para garantir a bolsa integral. Exemplo: um membro de uma família de quatro pessoas pode se inscrever se a renda somada das pessoas que trabalham for de até R$ 3.240. Já a bolsa parcial é destinada a quem tem renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos. Neste caso, a mesma família de quatro pessoas teria de receber menos de R$ 6.480. Os bolsistas também  devem, obrigatoriamente, ter cursado todo o ensino médio em escola pública, ou como bolsista integral no caso de particular.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.