Projeto Oficina Digital ganha força no Rio Grande do Sul*

A estrutura do Projeto Educação Digital estará diante de grandes desafios nos próximos 18 meses. Nesse período será monitorada uma oficina digital na Escola Estadual de Ensino Fundamental Senador Pasqualini, que funciona dentro da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Rio Grande do Sul (Fase).

Redação |

A entidade trabalha com adolescentes que cumprem medidas de internação e semiliberdade. Porto Alegre já recebeu cinco das 50 oficinas digitais entregues à sociedade pela BrT, e esta acaba de ser inaugurada.

Os 270 jovens reeducandos terão à sua disposição 16 computadores ligados a um servidor e estrutura completa de uma oficina digital, com conteúdo do iG.

O projeto também prevê a capacitação dos professores e o acompanhamento pedagógico, a fim de permitir que os usuários tirem o máximo proveito do ambiente digital.

O projeto é desenvolvido como uma ferramenta de apoio ao ensino tradicional, que, se bem aproveitada, trará um retorno interessante para a sociedade. Não vamos oferecer a internet entre as aulas, mas aplicar a internet à educação, com jogos e desafios para os alunos, diz o gerente do Projeto Educação Digital, Antônio Carlos de Bastos Costa Campos.

* matéria publicada na edição 46 (agosto/2008) da revista Conexão 14

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG