Programa visa a aumentar escolaridade de mulheres vulneráveis

Mulheres Mil, que funcionava como projeto piloto em 13 locais, será expandido para 100 cidades a partir do próximo ano

iG São Paulo |

O Ministério da Educação criou nesta sexta feira o Programa Mulheres Mil que visa a aumentar a escolaridade da população feminina em situação vulnerável. Deverão ser atendidas a partir do próximo ano 10 mil mulheres com uma verba de R$ 10 milhões para que institutos federais criem programas de busca desta população em comunidades carentes.

O Mulheres Mil já existiu em cidades do Norte e Nordeste como projeto piloto entre 2007 e 2010. Durante este período, 13 instituições fizeram projetos especiais para a população feminina. Com o decreto lançado hoje, 100 campi de instituições federais de todo o País vão aderir ao programa. A meta é atender 100 mil pessoas até 2014 em cursos desde a alfabetização até tecnólogos.

Escolas do Sistema S também poderão aderir ao programa e entre os objetivos está o atendimento à população carcerária feminina.

As mulheres brasileiras já estudam mais do que os homens , segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG