Ato correu após o cancelamento de audiência que discutiria a educação na capital; ocupação terminou após vereadora se comprometer a recebê-los

Professores da rede municipal de ensino em greve desde a semana passada em São Luís, no Maranhão, ocuparam o plenário da Câmara de Vereadores na tarde desta terça-feira. Eles cobram a retomada das negociações com o prefeitura e melhores condições de trabalho.

Leia também: Greve e reforma em escolas atrasam ano letivo em São Luís

A ocupação do prédio da Câmara ocorreu após o cancelamento de uma audiência pública que iria discutir a crise na educação do município. A vereadora Rose Sales (PCdoB) marcou a audiência para a qual estavam convidados o secretário de Educação, Othon Bastos, entre outros representantes da prefeitura. Como nenhum deles compareceu, alegando incompatibilidade de agenda, a audiência foi cancelada pelo presidente da Câmara, Isaías Pereirinha (PSL).

A ocupação terminou por volta das 20h40 quando a vereadora Sales se comprometeu a receber os professores em audiência. Os professores deixaram o local de maneira pacífica.

Cerca de 100 professores integrantes do movimento de greve iniciaram o acampamento no plenário da casa.

Nesta quarta-feira, os professores prometem fazer uma caminhada até a sede da prefeitura de São Luís. Outros docentes que não conseguiram entrar na Câmara estão em frente à casa.

O presidente da Câmara não foi localizado para falar sobre a ocupação. Já a prefeitura de São Luís informou que mantém o canal de diálogo aberto com os docentes em greve.

Os docentes decretaram greve em 15 de janeiro, mas a paralisação foi iniciada de fato apenas na semana passada quando o ano ano letivo na capital maranhense começou. Eles reivindicam o pagamento de gratificações por qualificação docente e tempo de serviço acordadas após a paralisação de 2010.

Grevistas dizem que ficarão na Câmara até serem recebidos por representante da prefeitura
Wilson Lima
Grevistas dizem que ficarão na Câmara até serem recebidos por representante da prefeitura

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.