Professores de Cubatão receberão treinamento para usar tecnologia

Parceria entre poder público, ONG e empresas privadas distribuiu laptop a todos os docentes do município

iG São Paulo |

A partir da semana que vem professores da rede municipal de Cubatão (SP) frequentarão salas de aula por um motivo diferente do que estão acostumados. Em vez de ensinar, eles vão aprender. Em outubro do ano passado, no dia do professor, os docentes receberam um laptop para trabalhar. Agora, eles passarão por treinamento para usar o equipamento em favor da aprendizagem dos alunos.

Segundo Márcio Barbero, diretor da Goldnet, empresa que fornece os computadores, além de suporte técnico, a busca da parceria com a Microsoft e o Instituto Crescer para a implementação da iniciativa se deu a partir da identificação de uma dificuldade dos professores. “Alguns nunca usaram computador, ou nunca usaram no trabalho. Não adianta ter a máquina e não saber como aproveitá-la”, conta.

O projeto de capacitação assinado pela Microsoft, já implantado em outras redes escolares do País, tem cinco módulos de aulas. O primeiro começa com noções básicas de informática, para depois entrar em conteúdos que ajudam os professores a usar a tecnologia para preparar aulas e tornar o ensino mais atrativo aos estudantes. O conteúdo e as ferramentas são oferecidas pela Microsoft, e a Organização Não-Governamental Crescer entra com equipe de educadores para multiplicar os conhecimentos e acompanhar a evolução dos profissionais. A diretora do Instituto Crescer, Luciana Allan, conta que já atuou em iniciativas semelhantes, mas destaca como diferencial nesse programa em Cubatão o fato de que há integração entre poder público, iniciativa privada e terceiro setor. “Já tive experiências em que foram distribuidos computadores e ministrados cursos, mas que depois de um certo tempo tudo foi esquecido. Desta vez, é um projeto de longo prazo que contará com acompanhamento”, diz.

O primeiro módulo começa a ser ministrado na semana que vem para 150 professores. Desses, 30 serão escolhidos para atuarem como multiplicadores e repassarão o curso a outros colegas. Ao longo de dois anos, o objetivo é que todos os 1200 professores da rede da cidade tenham passado pela capacitação.

    Leia tudo sobre: Cubatãotecnologiasala-de-aula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG