Preferir

Prefiro mais cinema do que teatro.

Reinaldo Pimenta |

A frase acima está errada.

É correto dizer GOSTO MAIS DE CINEMA DO QUE DE TEATRO . Significa que eu gosto de cinema, eu também gosto de teatro e eu gosto mais de cinema do que de teatro.

É errado dizer PREFIRO MAIS CINEMA DO QUE TEATRO . Significa que eu prefiro cinema, eu também prefiro teatro e eu prefiro mais cinema do que teatro! A construção não tem lógica. Preferir é escolher, optar. Entre duas coisas, eu prefiro uma. A outra eu não prefiro, nem um pouquinho.

O verbo PREFERIR não admite expressões de intensidade (MAIS, MUITO MAIS, MIL VEZES) e, conseqüentemente, não admite DO QUE .

Esta construção é comum e ilógica: PREFIRO MIL VEZES CINEMA DO QUE TEATRO . Se eu prefiro mil vezes cinema, quantas vezes eu prefiro teatro? 932 vezes? 720 vezes?

A construção correta é PREFIRO CINEMA A TEATRO . Uma pessoa prefere uma coisa a outra. Outros exemplos:

PREFIRO o inverno ao verão.

PREFERIU viver a morrer.

Ela PREFERE que eu fique triste a que eu seja feliz.

Leia mais sobre: Português Urgente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG