SÃO PAULO - A Secretaria Municipal de Educação de São Paulo informou nesta sexta-feira, em nota à imprensa, não ter relação com as oito toneladas de cadernos novos com logotipos da Prefeitura da capital paulista e do governo estadual encontrados ontem em uma empresa de aparas em Barueri, na Grande São Paulo. A secretaria informou que não compra cadernos isoladamente para o kit entregue aos alunos.

No comunicado, a secretaria reiterou que paga seus fornecedores por kit recebido, portanto, "é impossível que os referidos cadernos tenham sido pagos com recursos públicos" municipais. A Prefeitura também pediu esclarecimentos para a TZAR Transporte e Armazenagem, que venceu a licitação estadual para fornecimento do material.

Procurada pela reportagem, a TZAR não quis se manifestar e informou ainda não ter uma posição sobre o caso. Os cadernos foram encontrados em uma caçamba na empresa Aparas Felipe Comércio Papéis para Reciclagem Ltda, após denúncia anônima.

Leia mais sobre: Educação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.