Prazo para matrícula da 1ª chamada do Prouni acaba nesta quarta

Candidatos aprovados devem confirmar dados na instituição e conferir valores da bolsa

iG São Paulo |

Os candidatos convocados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm prazo até esta quarta-feira para comprovar a documentação e fazer a matrícula na instituição particular de educação superior para a qual foram selecionados. O governo pede aos candidatos que confiram e denunciem os valores cobrados pelas mensalidades , que devem ser proporcionais aos dos demais estudantes.

Depois desse prazo, caso ainda haja bolsas disponíveis, será feita a segunda chamada de candidatos, prevista para 7 de fevereiro, com prazo para comprovação da documentação e matrícula até o dia 15.

Ao fim das duas chamadas, os que não foram pré-selecionados ou aqueles pré-selecionados em cursos sem formação de turma podem manifestar interesse em fazer parte da lista de espera, que será usada pelas instituições participantes do programa para a ocupação das bolsas ainda disponíveis. O pedido de inclusão na lista deve ser feito de 22 a 24 de fevereiro. Ao fim desse prazo, serão feitas duas convocações. A primeira, a partir de 27 de fevereiro, com prazo para comprovação de documentos e matrícula de 28 do mesmo mês até 2 de março. A segunda, em 9 de março, com prazo de 12 a 15 de março.

No processo seletivo deste primeiro semestre, o ProUni oferece 195.030 bolsas — 98.728 integrais e 96.302 parciais, de 50% da mensalidade — em 1.321 instituições particulares, entre universidades, centros universitários e faculdades.

O programa registrou a inscrição de 1.208.398 candidatos, número que supera os 1.048.631 do processo de 2011, até então a maior marca. Cada estudante teve o direito de fazer duas opções de cursos. Dessa forma, o número de inscrições chegou a 2.323.546. As unidades da Federação com maior número de inscritos foram São Paulo, com 211.431; Minas Gerais, 151.437; Bahia, 92.983; Rio Grande do Sul, 82.046, e Rio de Janeiro, 73.534.

Desvios

O iG mostrou que algumas faculdades estão cobrando o dobro do valor da mensalidade para vagas no Prouni. Os valores divulgados como "integral" são diferentes dos cobrados para todos os outros alunos e a bolsa de 50% fica reduzida a diferenças mínimas. Enquanto isso, as instituições recebem em isenção fiscal a parte que seria relativa ao governo.

    Leia tudo sobre: prounibolsa de estudosenem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG