Práticas tecnológicas em debate nas escolas públicas

Coordenadores e professores de cinco escolas públicas de Goiás, que receberam oficinas digitais montadas pela Brasil Telecom, participaram, no dia 4 de novembro, de Seminários sobre ¿Práticas Tecnológicas¿ . O objetivo do seminário é proporcionar a troca de experiências entre escolas, fazer análises e tirar orientações dos trabalhos pedagógicos desenvolvidos com alunos nas Oficinas.

Redação |

Acordo Ortográfico

Em Goiás, a Brasil Telecom, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação, entregou este ano cinco oficinas digitais em escolas da rede estadual, uma em Goiânia e as outras nas cidades de Trindade, Araçu, Inhumas e Silvânia. A iniciativa da operadora faz parte da sua proposta de responsabilidade social em contribuir com o aprendizado e a qualidade do ensino público na região onde atua.

Cada escola recebeu acesso à internet por banda larga e um laboratório digital modelo instalado em sala especial preparada e integralmente financiada pela Brasil Telecom. Todas estas escolas funcionam em tempo integral. A Brasil Telecom investiu nas cinco escolas de Goiás cerca de R$ 1,5 milhão.

O Projeto Educação Digital da BrT foi concebido pela empresa em parceria com Secretarias de Educação de Estados e municípios, nas 50 Oficinas Digitais implementadas nos nove estados e no DF, onde a BrT opera. Outras 17 novas Oficinas estão previstas para este ano na área de abrangência da operadora.

O projeto promove a capacitação de professores e alunos para que utilizem tecnologia de ponta de informática e telecomunicações em sala de aula, em escolas públicas das regiões Sul, Centro-Oeste e Norte do País. O programa, que é considerado inovador por educadores, visa a melhorar a qualidade do ensino e promover a inclusão digital.

Veja também:

Leia mais sobre: Educação Digital

    Leia tudo sobre: educação digitalinclusão digital

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG