Pesquisadores apresentam fóssil de 130 milhões de anos

RIO DE JANEIRO - Pesquisadores brasileiros apresentam nesta quarta-feira, em entrevista coletiva no Rio, um fóssil com 130 milhões de anos no qual foram descobertas novas estruturas nas asas que dão novo rumo às pesquisas sobre a evolução do voo dos pterossauros (répteis voadores do passado).

Redação com Agência Brasil |

Também foi apresentada uma nova tecnologia para identificação de tecidos em fósseis, no auditório da Biblioteca do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio (UFRJ).

O trabalho foi feito por pesquisadores do Setor de Paleovertebrados do Departamento de Geologia e Paleontologia do Museu Nacional, do Departamento Nacional da Produção Mineral, do Museu Jurássico de Eichstaedt, na Alemanha, e do Instituto de Paleontologia de Vertebrados e Paleoantropologia de Pequim, na China.

Leia mais sobre: Dinossauros

    Leia tudo sobre: arqueologiadinossauros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG