Pesquisa indica que 33% dos alunos estão acima do peso em SP

Porcentual é maior na rede privada que na pública, onde 23% dos jovens têm peso extra

Agência Estado |

selo

Cerca de 33% das crianças e adolescentes com idades entre 10 e 15 anos matriculadas em escolas particulares da cidade de São Paulo estão acima do peso. O dado, consta de uma pesquisa iniciada em 2003 e divulgada na última segunda-feira pela pesquisadora Maria Aparecida Zanetti Passos, do Centro de Atendimento e Apoio ao Adolescente da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O porcentual é maior na rede privada que na pública, onde 23% dos jovens têm peso extra. Foram avaliados 8.020 estudantes de 43 colégios públicos e privados da capital paulista. Os meninos estão mais pesados: 27,80% deles apresentavam quilos a mais, contra 23,69% das meninas.

Para Maria Aparecida, a amostra causou surpresa. Na opinião dela, os colégios particulares têm maior índice de gordinhos porque os estudantes levam dinheiro para comprar guloseimas. Também fazem poucas atividades físicas.

"A pesquisa mostra que alguma coisa precisa ser feita. A obesidade é uma epidemia que se alastrou pelo mundo. E, para contê-la, é preciso criar uma disciplina para a educação alimentar".

As informações são do Jornal da Tarde.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG