anterior) Fernão de Magalhães, ao passar pelo estreito que depois levaria seu nome em homenagem póstuma, descobriu a PATAGÔNIA, região no Sul da Argentina e do Chile. Foi em 1520." / anterior) Fernão de Magalhães, ao passar pelo estreito que depois levaria seu nome em homenagem póstuma, descobriu a PATAGÔNIA, região no Sul da Argentina e do Chile. Foi em 1520." /

Patagônia

E então (esta edição continua a http://educacao.ig.com.br/casa_da_mae_joana/2009/05/22/oceano+pacifico+6284954.html target=_topanterior) Fernão de Magalhães, ao passar pelo estreito que depois levaria seu nome em homenagem póstuma, descobriu a PATAGÔNIA, região no Sul da Argentina e do Chile. Foi em 1520.

Reinaldo Pimenta |

Diz uma lenda etimológica que, naquela época, lá viviam indígenas altíssimos, que protegiam os pés com peles de animais selvagens. Como deixavam pegadas enormes ao caminhar, Magalhães os teria chamado de patagónes, significando patas grandes. Bela lenda.

Na verdade o nome da região começou oito anos antes, num romance de cavalaria de 1512. O protagonista da trama, Primaléon, numa de suas aventuras, enfrentava um monstro com cabeça de cão chamado Patagón. Magalhães, ao ver os indígenas com faces pintadas de vermelho, branco e amarelo e cobertos de grossas peles de animais para se protegerem do frio, associou a imagem dos indígenas à do cão e os chamou de patagónes. Daí é que veio o nome PATAGÔNIA .

Leia mais sobre: A Casa da Mãe Joana

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG